Segunda-feira, 30 de Dezembro de 2013

"A situação vai complicar-se para os utentes"

Gestores hospitalares dizem que “não é possível assegurar os mesmos serviços” com os objectivos traçados
30 Dezembro 2013,      13:07 por Marlene Carriço | marlenecarrico@negocios.pt
Reduzir défice para metade em 2014 é um exercício “muito complicado”. Só reorganização da rede hospitalar poderá ajudar, avisa a representante dos administradores hospitalares.

Os administradores hospitalares alertam que será impossível cumprir com os objectivos traçados pelo Ministério da Saúde para o próximo ano, caso nada mude. Com um orçamento 3,5% mais curto, dívidas e saldos negativos herdados do passado, e novos objectivos de défice, os gestores mostram-se preocupados com o futuro do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e o acesso dos utentes.

 

“Num cenário em que de facto vai haver uma diminuição do financiamento aos hospitais, conseguir esses resultados será um exercício muito complicado. Nós sabemos que não é possível assegurar os mesmos serviços com estes objectivos. Portanto, a questão que se vai colocar é o impacto da reforma hospitalar para alcançar estes objectivos”, disse ao Negócios Marta Temido, presidente da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares, reagindo à notícia publicada esta segunda-feira.

 

Conforme publicou o Negócios, os hospitais terão de reduzir, pelo menos, para metade o seu défice no próximo ano, de acordo com as regras de contratualização com os hospitais-empresa, publicadas há duas semanas pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS).

 

Segundo Marta Temido, a mobilidade dos médicos, e consequente redução dos gastos com tarefeiros, poderá também dar um forte contributo para o alcance destas metas. Mas se nada sair do papel, “se tudo se mantiver como está”, então aí “é impossível” alcançar o objectivo. “Tem mesmo que se fazer qualquer coisa: reorganizar carteiras de serviços, reestruturar a oferta, deixar de ter certas valências em certos sítios”, exemplificou a administradora.

 

“Estou preocupada com os doentes”

Mas esta reorganização hospitalar “é um risco enorme”, caso não seja bem pensada, admite a gestora. “Eu acredito que seja possível fazer reestruturações sem prejudicar o acesso, resta saber se conseguimos. E esse é o grande desafio”, constatou.

 

Esta reforma “vai trazer mudanças para os utentes” que vão deixar de ter certas valências em determinados hospitais, mas “não podemos pagar um serviço à porta de todos. Nalgumas áreas não tem escala suficiente para ter qualidade sequer”, justificou.

 

Marta Temido teme contudo que a situação se complique para os utentes que gastam cada vez mais em taxas moderadoras e transportes para se deslocarem aos hospitais. 

publicado por usmt às 20:18
link do post | favorito
|
Domingo, 29 de Dezembro de 2013

Em Constância, a 13 de Janeiro

publicado por usmt às 18:41
link do post | favorito
|

Continuamos a ter razão!

publicado por usmt às 12:47
link do post | favorito
|

Opinião

Mercantilização da Saúde

A cobertura da capa do Expresso, de 28 de Dezembro de 2013, aparece travestida de vistosa mas, certamente muito cara, publicidade paga. Trata-se de propaganda a um grupo privado de clínicas que foram ganhando notoriedade e rendimento, ao longo dos últimos anos, no centro do país, por irem “tratando dos doentes sigic” que, generosamente, a oferta (grandiosa) pública de Coimbra ia garantindo mediante a geração de listas de espera (escusado será dizer que os profissionais são, na sua grande maioria, os mesmos).
O fantástico desta capa não é a inusitada fórmula de publicidade a cuidados de saúde (cuja ousadia nem os grupos empresariais de grande dimensão se atreveriam a ter até pelo facto de procurarem manter algum pudor ético num setor tão sensível). 
Na verdade, esta capa e esta fórmula propagandística do tipo “abertura da época de saldos na saúde” ilustra através de uma imagem, que vale por mil palavras, os resultados desastrosos da “política de saúde” deste governo, nos últimos dois anos.
Os resultados estão à vista: mercantilização pura da saúde, oferta em estilo de promoções de supermercado das taxas moderadoras, as tais que cinicamente foram sendo apresentadas como muito razoáveis e que hoje servem para denegrir o acesso ao SNS e ridicularizar o seu sobrecusto.
Passados dois anos pouco sobra para além de uma “história” montada em cima da propaganda, dos jogos de sombras e de coreografia mediática fazendo crer que estaríamos a viver um momento histórico na reforma e na modernização do SNS. Já nem sobre o flop da sustentabilidade financeira os próprios ousam falar.
Chegados a 2014 com a prossecução da atual linha política teremos provavelmente ofertas de excursões a Fátima a quem recorrer aos novos hospitais das Misericórdias, cataratas a crédito, inovação terapêutica a prestações, transplantes em leasing e outro tipo de ofertas que farão do SNS uma triste e nostálgica caricatura.
Azar o nosso nos ter caído esta direita com “esta gente” desprovida de homens com ideologia, valores e inteligência como foi o exemplo de Albino Aroso. É quase ultrajante ver estes arrivistas mercantis evocaram o nome de alguém que, servindo num governo social-democrata, era provido de visão estratégica, inteligência e humanismo. 
Carlos Silva
publicado por usmt às 12:44
link do post | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Dezembro de 2013

A 7 de Janeiro

 

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

 

7 de Janeiro de 2014

 

18 horas

 

Na Casa Sindical de Torres Novas

 

 

 

 

“Sobre o papel do Centro Hospitalar do Médio Tejo

 

e do ACES Médio Tejo

 

no acesso e prestação de cuidados de saúde

 

às populações da Região

 

e as PROPOSTAS dos utentes”

 

 

 

 

 

Depois de reunir com autarcas e outras entidades, de saber das intenções governamentais para a organização do sector da saúde no Médio Tejo (expressas p.e. no Orçamento de Estado, no Guião para a Reforma do Estado, na contratualização dos serviços hospitalares, no funcionamento dos órgãos sociais das unidades de saúde), a Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo convoca uma Conferência de Imprensa para fazer a análise da prestação de cuidados de saúde e apresentar as suas propostas.

 

  

 

                                                                       A Comissão de Utentes da Saúde

 

                                                                                      do Médio Tejo

 

 

 

 

Médio Tejo, 27 de Dezembro de 2013.   

 

 

 

publicado por usmt às 20:49
link do post | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2013

No sábado

Dadores torrejanos realizam última recolha do ano      
 
Escrito por Redação on Quinta, 12 Dezembro 2013 10:05   
<a href="http://sociallist.org/submit.php?type=1&lang=en&url=http%3A%2F%2Fwww.rederegional.com%2Findex.php%2Fstyle%2F7003.html&title=Dadores+torrejanos+realizam+%C3%BAltima+recolha+do+ano" target="_blank" title="Bookmark this Website"><img src="http://sociallist.org//buttons/en160x24.gif" border="0" width="160" height="24" alt="Bookmark" /></a&gt
 

A Associação dos Dadores de Sangue de Torres Novas vai realizar a sua última recolha de sangue do ano de 2013 no próximo sábado, 14 de dezembro, na sua sede na avenida Dr. João Martins de Azevedo.

Nesta ação, em que a recolha de sangue será efetuada por uma Brigada do Centro do Sangue e da Transplantação de Lisboa, os voluntários podem igualmente efetuar doação de medula óssea.

publicado por usmt às 19:39
link do post | favorito
|

OPINIÃO

A receita da Ordem dos Médicos: reclama? paga!

por John Wolf, em  13.12.13

Alguém me acuda que eu não sou constitucionalista, mas acredito que esta decisão da Ordem dos Médicos deve ser sujeita a uma forma de fiscalização preventiva antes de entrar em efeito. A decisão parece colidir com os mais básicos princípios democráticos e constitucionais - o dinheiro não deve constituir um impeditivo para que a voz do cidadão se faça ouvir. Esta forma dissimulada de censura é um modo muito reles de defesa que a Ordem dos Médicos inventou para ter dinheiro em caixa e afastar as reclamações. Significa que um desgraçado sem dinheiro no bolso deixa de poder apresentar queixa, de reclamar, de iniciar um processo em que se averiguam os factos sem prejuízo das partes envolvidas até que se prove em contrário. A culpa ou a responsabilidade não podem se condicionadas pela expressão monetária do indivíduo. Daqui a nada, os manifestantes que se fazem às ruas e reclamam com ou sem razão, serão obrigados a pagar uma taxa de protestante e possuir um cartão de identificação do "contra".  Pelos vistos a Ordem dos Médicos quer ser um Estado dentro do Estado e implementar as suas próprias medidas de austeridade. Isto é escandaloso e exige a mais firme resposta dos cidadãos, enfermos ou não.

publicado por usmt às 19:29
link do post | favorito
|

Apoiamos!

Na terça, 17,30 horas, em Torres Novas

 

publicado por usmt às 13:15
link do post | favorito
|
Domingo, 8 de Dezembro de 2013

Na próxima terça

10 Dezembro 2014
18,30 horas
na Casa Sindical de Torres Novas
REUNIÃO DA
COMISSÃO DE UTENTES DA SAÚDE
DO MÉDIO TEJO
 
APAREÇAM!
 
Foto: 10 Dezembro 201418,30 horasna Casa Sindical de Torres Novas REUNIÃO DA COMISSÃO DE UTENTES DA SAÚDE DO MÉDIO TEJOAPAREÇAM!
publicado por usmt às 19:56
link do post | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Dezembro de 2013

Reuniões da CUSMT com autarquias

11.12.2013, 16 horas

CÂMARA MUNICIPAL DE CONSTÂNCIA

 

 

13.12.2013, 10,30 horas

CÂMARA MUNICIPAL DE TOMAR

 

 

publicado por usmt às 20:16
link do post | favorito
|

.USMT:Quer nos Conhecer?

  • O que somos
  • Oque fazemos
  • O que defendemos
  • .Vamos criar a Associação de Defesa dos Utentes da Saúde

  • Saber Mais
  • .Leia, Subscreva e Divulgue a Petição ao Senhor Ministro da Saúde Sobre as Novas Taxas Moderadoras Para Internamentos e Cirurgias

  • Petição Movimento de Utentes da Saúde
  • .USMT Mail:

    usaudemt@hotmail.com

    .Abaixo-Assinado

  • Queremos Médicos na Meia Via, Ribeira e Pedrógão
  • .pesquisar

     

    .Jornais Regionais On-Line

  • O Templário
  • Cidade de Tomar
  • O Mirante
  • O Ribatejo
  • Torrejano
  • Almonda
  • O Riachense
  • Entroncamento On-Line
  • Notícias de Fátima
  • .Organizações & Comições

  • MUSS
  • Movimento Utentes Saúde
  • OMS
  • .Posts Recentes

    . Sobre o CHMT

    . Intervir por uma sociedad...

    . Em Janeiro, em Abrantes

    . Comissão de Utentes reune...

    . Pela sua saúde!

    . 1 Dezembro, Dia Mundial c...

    . Sobre o INFARMED (opinião...

    . Sobre as urgências no Méd...

    . A nova Direcção Nacional ...

    . 13º. EN - Declaração "Pel...

    .Arquivos

    . Dezembro 2017

    . Novembro 2017

    . Outubro 2017

    . Setembro 2017

    . Agosto 2017

    . Julho 2017

    . Junho 2017

    . Maio 2017

    . Abril 2017

    . Março 2017

    . Fevereiro 2017

    . Janeiro 2017

    . Dezembro 2016

    . Novembro 2016

    . Outubro 2016

    . Setembro 2016

    . Agosto 2016

    . Julho 2016

    . Junho 2016

    . Maio 2016

    . Abril 2016

    . Março 2016

    . Fevereiro 2016

    . Janeiro 2016

    . Dezembro 2015

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    . Junho 2015

    . Maio 2015

    . Abril 2015

    . Março 2015

    . Fevereiro 2015

    . Janeiro 2015

    . Dezembro 2014

    . Novembro 2014

    . Outubro 2014

    . Setembro 2014

    . Agosto 2014

    . Julho 2014

    . Junho 2014

    . Maio 2014

    . Abril 2014

    . Março 2014

    . Fevereiro 2014

    . Janeiro 2014

    . Dezembro 2013

    . Novembro 2013

    . Outubro 2013

    . Setembro 2013

    . Agosto 2013

    . Julho 2013

    . Junho 2013

    . Maio 2013

    . Abril 2013

    . Março 2013

    . Fevereiro 2013

    . Janeiro 2013

    . Dezembro 2012

    . Novembro 2012

    . Outubro 2012

    . Setembro 2012

    . Agosto 2012

    . Julho 2012

    . Junho 2012

    . Maio 2012

    . Abril 2012

    . Março 2012

    . Fevereiro 2012

    . Janeiro 2012

    . Dezembro 2011

    . Novembro 2011

    . Outubro 2011

    . Setembro 2011

    . Agosto 2011

    . Julho 2011

    . Junho 2011

    . Maio 2011

    . Abril 2011

    . Março 2011

    . Fevereiro 2011

    . Janeiro 2011

    . Dezembro 2010

    . Novembro 2010

    . Outubro 2010

    . Setembro 2010

    . Agosto 2010

    . Julho 2010

    . Junho 2010

    . Maio 2010

    . Abril 2010

    . Março 2010

    . Fevereiro 2010

    . Janeiro 2010

    . Dezembro 2009

    . Novembro 2009

    . Outubro 2009

    . Setembro 2009

    . Agosto 2009

    . Julho 2009

    . Junho 2009

    . Abril 2009

    . Fevereiro 2009

    . Janeiro 2009

    . Dezembro 2008

    . Novembro 2008

    . Outubro 2008

    . Setembro 2008

    . Agosto 2008

    . Julho 2008

    . Junho 2008

    . Maio 2008

    . Abril 2008

    . Março 2008

    . Fevereiro 2008

    . Janeiro 2008

    . Dezembro 2007

    . Outubro 2007

    . Setembro 2007

    . Agosto 2007

    . Julho 2007

    . Maio 2007

    . Abril 2007

    . Março 2007

    . Fevereiro 2007

    . Janeiro 2007

    . Dezembro 2006

    . Novembro 2006

    . Outubro 2006

    blogs SAPO

    .subscrever feeds