Domingo, 7 de Março de 2010

8 de Março de 2010 - CEM ANOS DE DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Em 1857, em Nova Iorque, operárias têxteis fizeram greve por melhores salários, por condições de vida e de trabalho mais dignas e pela redução do horário de trabalho de 16 para 10 horas diárias. A repressão foi brutal. O seu exemplo de determinação e coragem correu mundo e estimulou a luta das mulheres pela conquista de direitos laborais, sociais, cívicos e políticos.

 

Em 1910, precisamente há cem anos, um grupo de 100 mulheres, oriundas de 17 países, reunidas em Copenhaga, proclamam o dia 8 de Março como o Dia Internacional das Mulheres, em homenagem às operárias têxteis novaiorquinas. Logo, em 1911, pela primeira vez é celebrado o Dia Internacional da Mulher. Em 19 de Março desse ano mais de um milhão de mulheres percorreram as ruas em manifestações na Alemanha, Suíça, Áustria, Dinamarca e nos Estados Unidos.

 

A ONU vem declarar, em 1977, a universalidade do Dia Internacional da Mulher aceitando a proposta da Federação Democrática Internacional de Mulheres (FDIM) para, nesta data, fazer convergir as mulheres e a sociedade em acções pela Igualdade, Desenvolvimento e Paz, objectivos que animam a luta de milhões de mulheres em todo o mundo, e que no 8 de Março atinge um culminar colectivo.

 

Em 2010, persistem as discriminações salariais, cresceram nos últimos tempos o desemprego feminino e as dificuldades inerentes à maternidade para as mulheres trabalhadoras. Muitas outras questões, sendo antigas, são hoje do domínio público e agravadas com a crise social e económica: a violência doméstica, a violência nos namoros, a prostituição, o tráfico de mulheres, as discriminações das mulheres imigrantes, o menosprezo com que se encaram as discriminações de género das mulheres deficientes.

 

Reafirma-se que 8 de Março serve para o mundo homenagear as mulheres que lutaram, celebrar as vitórias alcançadas e convidar a reflectir sobre o muito que há a fazer contra as desigualdades e contra as discriminações no trabalho e o agravamento das injustiças sociais.

 

Considera-se que o 8 de Março é uma data inquestionável no calendário das mulheres trabalhadoras, das intelectuais, das jovens ou idosas, que sonham por tornar possível o direito ao trabalho, o trabalho conjugado com os direitos de maternidade/paternidade. É uma data para valorizar o desejo de ser mulher ao longo da vida, reconhecendo que é o trabalho com qualidade que é factor fundamental para a realização pessoal e social da mulher.

 

Saúda-se todas as portuguesas, e apela-se à participação de mais, que lutam na defesa dos seus direitos, por uma sociedade mais justa, mais fraterna, com igualdade entre mulheres e homens. Reclama-se das forças políticas, e em especial do Governo, as soluções mais adequadas para os problemas específicos das mulheres, com a implementação de políticas económicas, sociais e culturais que combatam todas as formas de violência sobre as mulheres: desemprego, a precariedade, as baixas reformas e a pobreza, o tráfico de mulheres e crianças que atentam contra a própria dignidade humana.

 

Vale a pena comemorar!

publicado por usmt às 16:52
link do post | favorito

TOMAR: Freguesia de Casais inaugura farmácia

O posto farmacêutico que existia não era suficiente para responder às necessidades dos clientes.

 

Foi inaugurada neste sábado, dia 6, a nova farmácia Saúde em Casais, Tomar. O casal Pedro e Helena Pereira já exploravam o posto farmacêutico que funcionava na sede da junta mas tinham como ambição a abertura de uma farmácia para melhor servir os seus clientes.

 

O novo estabelecimento pretende abranger as freguesias de Casais, Alviobeira, Além da Ribeira e Pedreira. Além da venda de medicamentos, a farmácia dispõe de serviços de testes de glicemia, tensão, colesterol, etc. O mesmo casal de empresários é proprietário da farmácia Ideal em Santa Cita e da Pousadinha (lar residencial para idosos) de S. Pedro.

 

in jornal "Templário"

publicado por usmt às 09:40
link do post | favorito
Quinta-feira, 4 de Março de 2010

MEDICAMENTOS VÃO AUMENTAR

As palavras são da Ministra da Saúde (no Público on-line), os utentes só não vão pagar mais pelos medicamentos se os médicos forem sensíveis e receitarem só genéricos... Imaginemos um utente chegar à farmácia e dizer "Não estou sensibilizado para pagar mais pelos medicamentos que preciso e que o médico, não sensibilizado, me receitou".  A CUSMT repete as suas propostas para que utentes e SNS poupem muito mais: implantação da unidose e obrigatoriedade de prescrição por substância activa. 

 

 

Em conferência de imprensa, no final do Conselho de Ministros, Ana Jorge defendeu que as medidas introduzidas pelo executivo poderão “reduzir até 80 milhões de euros” os gastos estatais com medicamentos.

 

“Mas esta redução não é feita nem à custa da qualidade, nem por via da transferência de custos para o utente”, sustentou.

 

Para Ana Jorge, o novo sistema de comparticipação dos medicamentos também “melhorará o acesso ao medicamento, porque o custo para as pessoas baixa, mantendo-se a garantia da sua qualidade”.

 

No entanto, a ministra da Saúde invocou razões de carácter financeiro para justificar a introdução de novas regras na comparticipação estatal de medicamentos.

 

“No conjunto dos países da União Europeia, Portugal é o país que apresenta a segunda maior taxa de despesa com medicamentos. Em 2009, a factura do SNS com comparticipações em medicamentos ascendeu a 1586 milhões de euros”, disse.

 

Interrogada sobre o impacto que as novas regras de comparticipação poderão ter na população idosa, que muitas vezes desconhece qual o medicamento mais barato dentro de um determinado grupo, Ana Jorge referiu que os médicos terão de ter “sensibilidade social” no que concerne às condições financeiras dos seus doentes.

 

“Estamos a preparar mais uma campanha junto dos profissionais de saúde para lembrar que, quando se prescreve no acto médico, se deverá atender à situação concreta da pessoa no seu contexto social e económico. Esta sensibilização será feita junto dos médicos e dos utentes”, frisou Ana Jorge.

 

Interrogada se a generalidade dos cidadãos vai pagar mais pelos medicamentos, Ana Jorge disse que “não existirá impacto financeiro desde que a prescrição seja de genéricos”.

 

“Se isso acontecer não haverá impacto para o doente. Pelo contrário, poderá haver até um impacto positivo, porque o SNS, que tem o dinheiro dos impostos de todos os contribuintes, poupará, o que tem uma repercussão direta nos impostos de todos nós. Os medicamentos são pagos através do Orçamento do Estado, pelo SNS, que tem dinheiro que vem dos impostos de todos os portugueses”, argumentou.

publicado por usmt às 20:05
link do post | favorito

SAUDAÇÃO

Saudação

Para Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública

Lisboa, 3 de Março de 2010

 

O Movimento de Utentes dos Serviços Públicos - MUSP manifesta através da presente saudação a sua total e incondicional solidariedade e apoio à justa e necessária luta que os trabalhadores da Administração Pública vão realizar amanhã dia 04/03/10 em defesa dos seus direitos, por aumentos salariais dignos e contra a política de direita que o actual Governo pretende continuar em prejuízo dos trabalhadores, beneficiado os grupos económicos representantes do grande capital. Confiantes numa grande jornada de luta que se assumirá como muito importante para obrigar o Governo a alterar o seu rumo político, formulamos votos para que sejam atingidos os objectivos que estiveram na origem da concretização desta acção de luta. A luta continua Vivam os trabalhadores

 

Grupo Permanente do MUSP

publicado por usmt às 14:03
link do post | favorito

.USMT:Quer nos Conhecer?

  • O que somos
  • Oque fazemos
  • O que defendemos
  • .Vamos criar a Associação de Defesa dos Utentes da Saúde

  • Saber Mais
  • .Leia, Subscreva e Divulgue a Petição ao Senhor Ministro da Saúde Sobre as Novas Taxas Moderadoras Para Internamentos e Cirurgias

  • Petição Movimento de Utentes da Saúde
  • .USMT Mail:

    usaudemt@hotmail.com

    .Abaixo-Assinado

  • Queremos Médicos na Meia Via, Ribeira e Pedrógão
  • .pesquisar

     

    .Jornais Regionais On-Line

  • O Templário
  • Cidade de Tomar
  • O Mirante
  • O Ribatejo
  • Torrejano
  • Almonda
  • O Riachense
  • Entroncamento On-Line
  • Notícias de Fátima
  • .Organizações & Comições

  • MUSS
  • Movimento Utentes Saúde
  • OMS
  • .Posts Recentes

    . Preparar as reuniões com ...

    . COVID: um passado doloros...

    . Mas, no CHMT e noutras un...

    . 11 abril: DIA MUNDIAL DA ...

    . Reforço consequente do SN...

    . No combate à COVID-19 tod...

    . CHMT: UNIDADE DE HOSPITAL...

    . CHMT: NOMEADA NOVA DIRETO...

    . 7 abril: DIA MUNDIAL DA S...

    . 2021 – Ano Internacional ...

    .Arquivos

    . Abril 2021

    . Março 2021

    . Fevereiro 2021

    . Janeiro 2021

    . Dezembro 2020

    . Novembro 2020

    . Outubro 2020

    . Setembro 2020

    . Agosto 2020

    . Julho 2020

    . Junho 2020

    . Maio 2020

    . Abril 2020

    . Março 2020

    . Fevereiro 2020

    . Janeiro 2020

    . Dezembro 2019

    . Novembro 2019

    . Outubro 2019

    . Setembro 2019

    . Agosto 2019

    . Julho 2019

    . Junho 2019

    . Maio 2019

    . Abril 2019

    . Março 2019

    . Fevereiro 2019

    . Janeiro 2019

    . Dezembro 2018

    . Novembro 2018

    . Outubro 2018

    . Setembro 2018

    . Agosto 2018

    . Julho 2018

    . Junho 2018

    . Maio 2018

    . Abril 2018

    . Março 2018

    . Fevereiro 2018

    . Janeiro 2018

    . Dezembro 2017

    . Novembro 2017

    . Outubro 2017

    . Setembro 2017

    . Agosto 2017

    . Julho 2017

    . Junho 2017

    . Maio 2017

    . Abril 2017

    . Março 2017

    . Fevereiro 2017

    . Janeiro 2017

    . Dezembro 2016

    . Novembro 2016

    . Outubro 2016

    . Setembro 2016

    . Agosto 2016

    . Julho 2016

    . Junho 2016

    . Maio 2016

    . Abril 2016

    . Março 2016

    . Fevereiro 2016

    . Janeiro 2016

    . Dezembro 2015

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    . Junho 2015

    . Maio 2015

    . Abril 2015

    . Março 2015

    . Fevereiro 2015

    . Janeiro 2015

    . Dezembro 2014

    . Novembro 2014

    . Outubro 2014

    . Setembro 2014

    . Agosto 2014

    . Julho 2014

    . Junho 2014

    . Maio 2014

    . Abril 2014

    . Março 2014

    . Fevereiro 2014

    . Janeiro 2014

    . Dezembro 2013

    . Novembro 2013

    . Outubro 2013

    . Setembro 2013

    . Agosto 2013

    . Julho 2013

    . Junho 2013

    . Maio 2013

    . Abril 2013

    . Março 2013

    . Fevereiro 2013

    . Janeiro 2013

    . Dezembro 2012

    . Novembro 2012

    . Outubro 2012

    . Setembro 2012

    . Agosto 2012

    . Julho 2012

    . Junho 2012

    . Maio 2012

    . Abril 2012

    . Março 2012

    . Fevereiro 2012

    . Janeiro 2012

    . Dezembro 2011

    . Novembro 2011

    . Outubro 2011

    . Setembro 2011

    . Agosto 2011

    . Julho 2011

    . Junho 2011

    . Maio 2011

    . Abril 2011

    . Março 2011

    . Fevereiro 2011

    . Janeiro 2011

    . Dezembro 2010

    . Novembro 2010

    . Outubro 2010

    . Setembro 2010

    . Agosto 2010

    . Julho 2010

    . Junho 2010

    . Maio 2010

    . Abril 2010

    . Março 2010

    . Fevereiro 2010

    . Janeiro 2010

    . Dezembro 2009

    . Novembro 2009

    . Outubro 2009

    . Setembro 2009

    . Agosto 2009

    . Julho 2009

    . Junho 2009

    . Abril 2009

    . Fevereiro 2009

    . Janeiro 2009

    . Dezembro 2008

    . Novembro 2008

    . Outubro 2008

    . Setembro 2008

    . Agosto 2008

    . Julho 2008

    . Junho 2008

    . Maio 2008

    . Abril 2008

    . Março 2008

    . Fevereiro 2008

    . Janeiro 2008

    . Dezembro 2007

    . Outubro 2007

    . Setembro 2007

    . Agosto 2007

    . Julho 2007

    . Maio 2007

    . Abril 2007

    . Março 2007

    . Fevereiro 2007

    . Janeiro 2007

    . Dezembro 2006

    . Novembro 2006

    . Outubro 2006

    blogs SAPO

    .subscrever feeds