Quinta-feira, 7 de Outubro de 2010

Deputados reunem com CA do CHMT

e visitam Hospital de Tomar

 

 

No âmbito das Jornadas Parlamentares do PCP, alguns deputados vão encontrar-se com o Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo e visitar o Hospital de Tomar, no próximo dia 11 de Outubro, às 14,30 horas.

 

A CUSMT foi convidada a estar presente na abertura dos trabalhos das Jornadas Parlamentares do PCP, que se realizam a 11 e 12 de Outubro, em Santarém.

publicado por usmt às 22:07
link do post | favorito

"Utentes pela Ponte" de Constância entregam petição na Assembleia da República

 

Uma petição com 7350 assinaturas foi hoje entregue ao presidente da Assembleia da República pedindo uma resolução urgente para o problema da ponte rodoviária de Constância, encerrada ao tráfego desde Julho último.

 

O encerramento do tabuleiro rodoviário naquela travessia sobre o Tejo dividiu o concelho de Constância ao meio, com os cerca de 3700 habitantes separados pelo rio e obrigados a que, para atravessar as duas margens para aceder a cuidados de saúde, educação e serviços, entre outros, tenham que fazer dezenas de quilómetros pelas pontes mais próximas, em Chamusca ou Abrantes, ou utilizar um pequeno barco municipal.

 

A porta voz da Comissão de Utentes Unidos pela Ponte (CUUP), Júlia Amorim considerou que a interdição “inesperada” do trânsito na ponte sobre o rio Tejo decidida pela Rede Ferroviária Nacional (REFER), devido a razões de segurança, “está a atrofiar” o concelho, motivando uma “forte contestação da população devido à escassez de alternativas”.

 

Júlia Amorim afirmou que o objectivo da entrega da petição intitulada "Pela reabertura, reparação e construção da ponte sobre o Tejo”, que contou com 7350 assinaturas recolhidas entre o dia 30 de Julho e 30 de Setembro em várias localidades da região, “é levar o assunto a discussão em sede de plenário de modo a que os partidos com assento parlamentar tomem uma posição definitiva sobre a matéria”.

 

A porta voz da CUUP considerou que a viagem foi “proveitosa”, tendo acrescentado que a delegação foi recebida por Jaime Gama, presidente da Assembleia da República e pelo presidente da Comissão das Obras Públicas.

 

Júlia Amorim afirmou ainda sair de Lisboa com “boas expectativas” relativamente a uma definição de resolução do problema. “Saímos daqui satisfeitos porque finalmente todos estão a olhar para o problema decididos a resolvê-lo e ficámos também com a ideia que, se o objecto da petição ficar resolvido na Comissão de Obras Públicas, não haverá a necessidade de o mesmo subir a plenário”, observou.

 

Na petição hoje entregue na Assembleia da República pode ler-se que a ponte “é utilizada por mais de quatro mil utentes por dia, permite o acesso à A23, serve empresas e unidades militares” localizadas na região. A petição reclama ainda a “construção de uma nova ponte que responda às necessidades do século XXI” e solicita que “até à sua concretização se efectue a conservação da mesma, de forma a garantir a segurança dos seus utentes”.

 

 

 
publicado por usmt às 22:04
link do post | favorito
Quarta-feira, 6 de Outubro de 2010

NOTÍCIAS do BUZINÃO de 8 Outubro, na A23 - Médio Tejo (5)

 

 

 

Acções da Jornada Nacional de Protesto, no dia 8 de Outubro, que nos

foram transmitidas. A hora indicada é a de início dos protestos:

 

- Viana do Castelo,17h, Desfile entre a Rotunda do Continente/Axis e a Ponte Eiffel(Praça Afonso III)

 

- Esposende,18h,Av. da Marginal,junto à lota, seguido de Desfile

 

- Póvoa/V.do Conde,18h,Concentração na Rotunda da Telecom na Póvoa seguida de Desfile pela EN13 até à Rotunda de Azurara em V. do Conde

 

- Porto, 17h45m, Viaduto das Antas,Desfile pela Via de Cintura Interna

 

- Espinho,17h,Rotunda da Rua 19 seguido de Desfile pela A29

 

- Estarreja Norte, 17h30, concentração,convergente com o desfile de Espinho

 

- Aveiro,17h,Rotunda da Policlínica(EN 109)

 

- Viseu,18h,Av. Europa,seguido de Desfile

 

- Torres Novas,17h30m,Casa do Guarda (antiga Nery)

 

- Algarve, pela Comunicação Social sabemos que haverá protestos agendados neste dia na EN 125

 

Se tiverem conhecimento de mais protestos informem-nos com urgência, bem como de qualquer correcção.

 

Lista, a actualizar diariamente, de entidades e cidadãos que publicamente estão contra as portagens na A23 (por ordem alfabética)

 

António Filipe (deputado PCP Santarém)

António Rodrigues (cm torres novas)

Assembleia Intermunicipal Médio Tejo

Assembleia Municipal de Alcanena

Assembleia Municipal de Belmonte

Assembleia Municipal de Constância

Assembleia Municipal Entroncamento

Assembleia Municipal Idanha-a-Nova

Assembleia Municipal de Tomar

Assembleia Municipal da Guarda

Assembleia Municipal Vila Nova Barquinha

Autarcas de Ferreira do Zêzere

Autarcas de Mação

Autarcas de Tomar

BE Distrital Santarém

Câmara Municipal Castelo Branco

Câmara Municipal de Constância

Câmara Municipal Entroncamento

Câmara Municipal Fundão

Câmara Municipal Manteigas

Câmara Municipal Nisa

Câmara Municipal Penamacor

Câmara Municipal V Velha Ródão

CDS Entroncamento

Comissão Utentes A23 Médio Tejo

Comisssão Utentes Saúde Médio Tejo

Hortense Martins (deputada PS, C. Branco)

Joaquim Duarte (O Ribatejo)

Jorge Seguro (deputad0 PS, C. Branco)

MUSP Santarém

Organ. Distrital PCP - Santarém

Paulo Fonseca (cm ourém / presidente distrital PS)

PCP Entroncamento

PCP Torres Novas

PSD Santarém

Sindicato Professores Zona Centro

UCATN união colectividades torres novas)

União Sindicatos de Castelo Branco

publicado por usmt às 20:21
link do post | favorito
Terça-feira, 5 de Outubro de 2010

Aniversário

publicado por usmt às 21:13
link do post | favorito
Segunda-feira, 4 de Outubro de 2010

NOTÍCIAS do BUZINÃO de 8 Outubro, na A23 - Médio Tejo (4)

 

 

Aos poucos vai-se alargando a divulgação do Buzinão da próxima sexta-feira. Começou também a correr um abaixo-assinado.

 

Na Assembleia Municipal de Tomar, que reuniu hoje foi aprovada uma moção contra a introdução de portagens na A23.

 

Lista, a actualizar diariamente, de entidades e cidadãos que publicamente estão contra as portagens na A23 (por ordem alfabética)

 

António Filipe (deputado PCP Santarém)

António Rodrigues (cm torres novas)

Assembleia Intermunicipal Médio Tejo

Assembleia Municipal de Alcanena

Assembleia Municipal de Constância

Assembleia Municipal Entroncamento

Assembleia Municipal de Tomar

Assembleia Municipal da Guarda

Assembleia Municipal Vila Nova Barquinha

Autarcas de Ferreira do Zêzere

Autarcas de Mação

Autarcas de Tomar

BE Distrital Santarém

Câmara Municipal Castelo Branco

Câmara Municipal de Constância

Câmara Municipal Entroncamento

Câmara Municipal Fundão

Câmara Municipal Manteigas

Câmara Municipal Nisa

Câmara Municipal Penamacor

Câmara Municipal V Velha Ródão

CDS Entroncamento

Comissão Utentes A23 Médio Tejo

Comisssão Utentes Saúde Médio Tejo

Hortense Martins (deputada PS, C. Branco)

Joaquim Duarte (O Ribatejo)

Jorge Seguro (deputad0 PS, C. Branco)

 

MUSP Santarém

publicado por usmt às 21:54
link do post | favorito

Há dez anos, em Torres Novas

 

 

Sociedade  
”Um exemplo de tecnologia e humanização”, diz Bento Sampaio
Hospital Rainha Santa Isabel foi inaugurado há 10 anos

 

 Há precisamente dez anos assistiu-se em Torres Novas a um momento histórico, que veio ao encontro dos anseios da população e dos profissionais da saúde: a inauguração do novo hospital. A funcionar desde 1882 no antigo Convento do Carmo, cujas instalações deixavam muito a desejar, com a mudança a unidade de saúde passou a estar preparada com equipamento de ponta e instalações de excelência. Dizia-se, à data, que estava entre os melhores da Europa. Vivia-se, então, o início do processo de complementaridade entre os três hospitais do Médio Tejo e a inauguração foi assombrada pela polémica da deslocação da maternidade para Abrantes. Mas, apesar de tudo, o dia foi de festa. Centenas de pessoas quiseram estar na cerimónia que contou com a presença de António Guterres, primeiro-ministro e Manuela Arcanjo, ministra da saúde de então.

 

 

 

A entrada em funcionamento do novo hospital de Torres Novas dava-se ainda em Setembro de 2000, mas foi no dia 1 de Outubro que se deu a inauguração oficial, que ficou marcada pela presença, em grande número, da população torrejana. O momento simbolizava a concretização de um sonho há muito sonhado, quer pela população, quer pelas forças vivas do concelho. Nunca a cidade, na sua história recente, tinha visto uma obra tão grande, que custou, à data, cerca de 7 milhões de contos e cuja cerimónia de abertura merecia a presença de altas figuras nacionais.

Manuela Arcanjo descrevia o Hospital Rainha Santa Isabel (HRSI) como um dos melhores da Europa, uma instalação de luxo, com equipamento e condições de logística muito acima do habitual. Já António Guterres, primeiro-ministro, pedia atenção à humanização da saúde e lamentava a falta de profissionais de saúde no país. Dez anos depois, as preocupações mantém-se.

Mas a festa tinha um sabor azed com o projecto de ”desenvolvimento hospitalar na unidade de saúde Ribatejo Norte”, apresentado pelo ministério da tutela em 1998, os torrejanos tinham visto recentemente a maternidade fugir para a cidade vizinha de Abrantes. Apresentava-se um conceito diferente, em que o hospital de terrinha se transformava num hospital regional, com os tais ”corredores de 30 quilómetros”. As valências deixavam de estar ao pé da porta e a deslocalização da maternidade não foi o começo mais feliz, deixando muita gente de de pé atrás com a dita complementaridade técnica. Mal se sabia que outras mudanças estavam também na forja. Manuela Arcanjo defendeu a complementaridade e, em Torres Novas, perante uma plateia algo desconfiada, apresentou-a como a melhor solução para os utentes da região.

 

 

OS PROTAGONISTAS

Bento Sampaio - ”Um hospital muito humanizado”

Bento Sampaio era, então, presidente do conselho de administração do HRSI. Apesar de se ter dado já início à complementaridade entre os três hospitais, a administração de cada um deles era, ainda, autónoma. O então responsável pela unidade de saúde, em conversa com o JT no início desta semana, recordou a transição para o novo hospital, como um momento que veio dar resposta às necessidades mais modernas da saúde. O médico pediatra recordou que as instalações do Convento Carmo, datadas do século XIX, apesar das remodelações feitas, eram desadequadas ao exercício das funções que lhe eram solicitadas. O Hospital Rainha Santa Isabel encontrava-se, assim, segundo Bento Sampaio, dentro da lógica de desenvolvimento que se pretendia: ”O novo hospital tinha uma maior dimensão, mais camas, capacidade para mais valências e estava mais capacitado para as vertentes de ambulatório, hospital de dia e consultas externas”, recorda.

As expectativas que se viviam na altura, por parte dos profissionais de saúde, eram muitas: ”As expectativas são sempre as mesmas: quando é para ganhar todos ficam contentes, mas isso nem sempre pode ser”, disse o médico, que concordou que ter três hospitais independentes de média dimensão no espaço do Médio Tejo, não se coaduna com os custos que a saúde envolve. Bento Sampaio recorda que o momento foi um misto de alegria e descontenamento, tudo por causa da tal complementaridade: ”No momento as pessoas aplaudiram o hospital que era muito moderno e vai continuar a ser por alguns anos, quer do ponto de vista da tecnologia, quer da humanização, mas houve também descontentamento e até aproveitamento político de algumas partes”, recorda.

Questionado sobre se as expectativas de há 10 anos foram desvirtuadas, Bento Sampaio respondeu: ”Como defensor do Serviço Nacional de Saúde (SNS), penso que se a complementaridade falhar, há um futuro negro para os hospitais integrados do SNS. A salvação deste modelo está ligada à complementariade técnica entre eles. Por questões de dinheiro, lutas entre pessoas e por bairrismos, prevejo dificuldades”, alertou o antigo dirigente do hospital de Torres Novas. A solução, no seu entender, só tem um caminh ”Se as pessoas conseguirem ter uma perspectiva regional do seu hospital, se se conservar a lógica do SNS em que custos e benefícios são assumidos e se se conseguir ultrapassar estas guerras de quintal, o centro tem futuro. Se não se conseguir, arriscamo-nos a que hospital caia nas mãos de privados”, ameaçou.

 

 

João Santos - ”Houve muitas inovações na altura”

João Santos foi outros dos protagonistas desta mudança. Era enfermeiro-director do hospital e recorda a transição como a resposta a uma expectativa que a população tinha há muito tempo, corolário de um processo que se arrastava há anos: ”O novo hospital era uma estrutura moderna, muito bem pensada. Houve entusiasmo e optimismo porque era uma mudança de um edifício com muitas deficiências (que apesar de tudo desempenhou bem as suas funções) para uma casa que tinha tudo do melhor para as pessoas e para os profissionais. Havia muito carinho pela casa nova e as pessoas participaram de um modo empenhado, sem olhar a horas. Deram muito do seu tempo para contribuir para a mudança. Foi um momento importante na carreira daqueles profissionais”, relembrou. Também para a população, continuou João Santos, o momento foi importante, como se pôde ver pela quantidade de gente que compareceu na inauguração.

O enfermeiro recordou ainda que o momento foi também de turbulência, derivada do encerramento da maternidade e criticou o facto do processo de complementaridade nem sempre ter sido bem explicado às populações. Quanto ao novo hospital, João Santos recordou as expectativas existentes na altura: ”Tentou-se criar uma estrutura capaz de responder às necessidades que se conheciam e ao desenvolvimento que se esperava. Houve inovações na altura: separámos a urgência pediátrica da urgência, fez-se a cirurgia de ambulatório... A estrutura física permitia que se fizessem novas opções”, lembrou. Dez anos depois, muitas discussões existem em torno do centro hospitalar, mas João Santos acredita que a saúde está melhor nos dias de hoje: ”A saúde é muito cara e por isso há que tentar ter ganhos de eficiência. Os cuidados de saúde são caros e não podemos esbanjar dinheiro. Claro que as pessoas gostavam de ter tudo e do melhor à sua porta, mas isso não é possível. Torres Novas tem um hospital melhor do que tinha, apesar da distribuição de especialidades não corresponder ao desejo de muita gente”, disse.

João Santos acredita, também, que algumas expectativas de há 10 anos foram cumpridas e outras nem tant ”No meu entender, onde se avançou menos foi na criação de um bom modelo de integração dos três hospitais, quer ao nível da qualidade dos cuidados, que ao nível das acessibilidades. Claro que não podemos comparar, mas acredito que, caso mantivessemos a situação anterior (com os três hospitais independentes) estaríamos pior do que com o CHMT, especialmente no que toca à distribuição de recursos, que são finitos”, concluiu.

Inês Vidal

   Por:
Jornal Torrejano

 

 

publicado por usmt às 21:50
link do post | favorito
Domingo, 3 de Outubro de 2010

NOTÍCIAS do BUZINÃO de 8 Outubro, na A23 - Médio Tejo (3)

 

 

Vários blogs da região do Médio Tejo já referem a realização do Buzinão da próxima Sexta-feira.

 

Também na Assembleia da República há movimentações. O PCP apresentou um projec to -lei para anular a entrada em vigor das portagens. Veremos qual o sentido de voto das diversas forças políticas.

 

Lista, a actualizar diariamente, de entidades e cidadãos que publicamente estão contra as portagens na A23 (por ordem alfabética)

 

António Filipe (deputado PCP Santarém)

António Rodrigues (cm torres novas)

Assembleia Intermunicipal Médio Tejo

Assembleia Municipal de Constância

Assembleia Municipal Entroncamento

Assembleia Municipal de Tomar

Assembleia Municipal da Guarda

Assembleia Municipal Vila Nova Barquinha

Autarcas de Ferreira do Zêzere

Autarcas de Mação

Autarcas de Tomar

BE Distrital Santarém

Câmara Municipal Castelo Branco

Câmara Municipal de Constância

Câmara Municipal Entroncamento

Câmara Municipal Fundão

Câmara Municipal Manteigas

Câmara Municipal Nisa

Câmara Municipal Penamacor

Câmara Municipal V Velha Ródão

CDS Entroncamento

Comissão Utentes A23 Médio Tejo

Comisssão Utentes Saúde Médio Tejo

Joaquim Duarte (O Ribatejo)

 

MUSP Santarém

Organ. Distrital PCP - Santarém

Paulo Fonseca (cm ourém / presidente distrital PS)

PCP Entroncamento

PCP Torres Novas

PSD Santarém

UCATN união colectividades torres novas)

União Sindicatos de Castelo Branco

 

 

publicado por usmt às 17:59
link do post | favorito
Sábado, 2 de Outubro de 2010

NOTÍCIAS do BUZINÃO de 8 Outubro, na A23 - Médio Tejo (2)

 

Amigos e cidadãos do Médio Tejo ao receberem os primeiros mails sobre o buzinão, estão a reenviá-los para a sua lista de contactos. Apela-se ao reforço da divulgação pois que, continua a não haver informação nas versões on-line da comunicação social local e regional (se estamos enganados, as nossas desculpas).

 

Entretanto, vão chegando notícias sobre as acções que se vão realizar no Algarve e Viseu. Também no Norte, onde as associações empresariais anunciam que vão para tribunal defender a inexistência de portagens, se vão realizar marchas lentas e buzinões.

 

 

Lista, a actualizar diariamente, de entidades e cidadãos que publicamente estão contra as portagens na A23 (por ordem alfabética)

 

António Filipe (deputado PCP Santarém)

António Rodrigues (cm torres novas)

Assembleia Intermunicipal Médio Tejo

Assembleia Municipal Entroncamento

Assembleia Municipal de Tomar

Assembleia Municipal da Guarda

Assembleia Municipal Vila Nova Barquinha

BE Distrital Santarém

Câmara Municipal Castelo Branco

Câmara Municipal Entroncamento

Câmara Municipal Fundão

Câmara Municipal Manteigas

Câmara Municipal Nisa

Câmara Municipal Penamacor

Câmara Municipal V Velha Ródão

CDS Entroncamento

Comissão Utentes A23 Médio Tejo

Comisssão Utentes Saúde Médio Tejo

 

MUSP Santarém

Organ. Distrital PCP - Santarém

Paulo Fonseca (cm ourém / presidente distrital PS)

PCP Entroncamento

PCP Torres Novas

PSD Santarém

UCATN união colectividades torres novas)

União Sindicatos de Castelo Branco

 

publicado por usmt às 18:48
link do post | favorito

"Corrigir o que está mal, multiplicar o que está bem"

Unidade de Cuidados de Torres Novas inaugurada para dar assistência à população mais vulnerável

Prestar cuidados de saúde e dar apoio psicológico ou social, no âmbito do domicílio e comunitário, a pessoas que estão mais vulneráveis ou que apresentem um grau de maior dependência física e emocional é um dos objectivos da Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) do Centro de Saúde de Torres Novas, inaugurada na manhã de sexta-feira, 1 de Outubro. Trata-se da terceira Unidade de Cuidados na Comunidade a entrar em funcionamento nos Centros de Saúde pertencentes ao Agrupamento Centro de Saúde (ACES) Serra D’Aire, depois de Entroncamento e Ourém.

 

Constituída por vários profissionais, entre enfermeiros, uma técnica de intervenção social, médicos, psicológica, higienista oral, entre outros, desenvolve as actividades para todos os utentes que estejam inscritos no Centro de Saúde de Torres Novas, número que actualmente ultrapassa os 42 mil utentes, provenientes de 17 freguesias.

A ideia resulta da reforma que está a ser implantada ao nível dos cuidados de saúde primários. Devido á extensão do concelho, a UCC foi divida em quatro unidades geográficas, verificando-se uma percentagem muito elevada de utentes com mais de 75 anos. “Percebemos que, relativamente á população jovem, existiu um declínio de 2001 para 2009 e um aumento significativo do índice de idosos, de 39.14% o que relativamente a Portugal é um índice bastante elevado uma vez que penso que este anda nos 21% ”, apontou a enfermeira Ana Luísa Conde, responsável pela Unidade de Cuidados na Comunidade.

publicado por usmt às 18:40
link do post | favorito
Sexta-feira, 1 de Outubro de 2010

NOTÍCIAS do BUZINÃO de 8 Outubro, na A23 - Médio Tejo (1)

 

Logo pela manhã (via mail) foi dada informação a centenas de organizações, cidadãos, autarquias e comunicação social.

 

Chegou a informação de que já havia cidadãos a duplicar documentos para alargar a informação sobre o protesto.

 

 

Lista, a actualizar diariamente, de entidades e cidadãos que publicamente estão contra as portagens na A23 (por ordem alfabética)

 

António Filipe (deputado PCP Santarém)

António Rodrigues (cm torres novas)

Assembleia Intermunicipal Médio Tejo

Assembleia Municipal Entroncamento

Assembleia Municipal de Tomar

Assembleia Municipal da Guarda

BE Distrital Santarém

Câmara Municipal Castelo Branco

Câmara Municipal Entroncamento

Câmara Municipal Fundão

Câmara Municipal Manteigas

Câmara Municipal Nisa

Câmara Municipal Penamacor

CDS Entroncamento

Comissão Utentes A23 Médio Tejo

Comisssão Utentes Saúde Médio Tejo

 

MUSP Santarém

Organ. Distrital PCP - Santarém

Paulo Fonseca (cm ourém / presidente distrital PS)

PCP Entroncamento

PCP Torres Novas

PSD Santarém

UCATN união colectividades torres novas)

União Sindicatos de Castelo Branco

 

publicado por usmt às 21:49
link do post | favorito

.USMT:Quer nos Conhecer?

  • O que somos
  • Oque fazemos
  • O que defendemos
  • .Vamos criar a Associação de Defesa dos Utentes da Saúde

  • Saber Mais
  • .Leia, Subscreva e Divulgue a Petição ao Senhor Ministro da Saúde Sobre as Novas Taxas Moderadoras Para Internamentos e Cirurgias

  • Petição Movimento de Utentes da Saúde
  • .USMT Mail:

    usaudemt@hotmail.com

    .Abaixo-Assinado

  • Queremos Médicos na Meia Via, Ribeira e Pedrógão
  • .pesquisar

     

    .Jornais Regionais On-Line

  • O Templário
  • Cidade de Tomar
  • O Mirante
  • O Ribatejo
  • Torrejano
  • Almonda
  • O Riachense
  • Entroncamento On-Line
  • Notícias de Fátima
  • .Organizações & Comições

  • MUSS
  • Movimento Utentes Saúde
  • OMS
  • .Posts Recentes

    . Vivem-se tempos difíceis....

    . Um equipamento TAC para o...

    . Cuidem-se!

    . COVID-19: medidas de cont...

    . 20 jan2021: Reunião da Co...

    . CHMT: Nova fase do Plano ...

    . Porra! Tenham cuidado!

    . Sobre o encerramento temp...

    . TORRES NOVAS: algumas ext...

    . OPINIÃO: Os lares e os id...

    .Arquivos

    . Janeiro 2021

    . Dezembro 2020

    . Novembro 2020

    . Outubro 2020

    . Setembro 2020

    . Agosto 2020

    . Julho 2020

    . Junho 2020

    . Maio 2020

    . Abril 2020

    . Março 2020

    . Fevereiro 2020

    . Janeiro 2020

    . Dezembro 2019

    . Novembro 2019

    . Outubro 2019

    . Setembro 2019

    . Agosto 2019

    . Julho 2019

    . Junho 2019

    . Maio 2019

    . Abril 2019

    . Março 2019

    . Fevereiro 2019

    . Janeiro 2019

    . Dezembro 2018

    . Novembro 2018

    . Outubro 2018

    . Setembro 2018

    . Agosto 2018

    . Julho 2018

    . Junho 2018

    . Maio 2018

    . Abril 2018

    . Março 2018

    . Fevereiro 2018

    . Janeiro 2018

    . Dezembro 2017

    . Novembro 2017

    . Outubro 2017

    . Setembro 2017

    . Agosto 2017

    . Julho 2017

    . Junho 2017

    . Maio 2017

    . Abril 2017

    . Março 2017

    . Fevereiro 2017

    . Janeiro 2017

    . Dezembro 2016

    . Novembro 2016

    . Outubro 2016

    . Setembro 2016

    . Agosto 2016

    . Julho 2016

    . Junho 2016

    . Maio 2016

    . Abril 2016

    . Março 2016

    . Fevereiro 2016

    . Janeiro 2016

    . Dezembro 2015

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    . Junho 2015

    . Maio 2015

    . Abril 2015

    . Março 2015

    . Fevereiro 2015

    . Janeiro 2015

    . Dezembro 2014

    . Novembro 2014

    . Outubro 2014

    . Setembro 2014

    . Agosto 2014

    . Julho 2014

    . Junho 2014

    . Maio 2014

    . Abril 2014

    . Março 2014

    . Fevereiro 2014

    . Janeiro 2014

    . Dezembro 2013

    . Novembro 2013

    . Outubro 2013

    . Setembro 2013

    . Agosto 2013

    . Julho 2013

    . Junho 2013

    . Maio 2013

    . Abril 2013

    . Março 2013

    . Fevereiro 2013

    . Janeiro 2013

    . Dezembro 2012

    . Novembro 2012

    . Outubro 2012

    . Setembro 2012

    . Agosto 2012

    . Julho 2012

    . Junho 2012

    . Maio 2012

    . Abril 2012

    . Março 2012

    . Fevereiro 2012

    . Janeiro 2012

    . Dezembro 2011

    . Novembro 2011

    . Outubro 2011

    . Setembro 2011

    . Agosto 2011

    . Julho 2011

    . Junho 2011

    . Maio 2011

    . Abril 2011

    . Março 2011

    . Fevereiro 2011

    . Janeiro 2011

    . Dezembro 2010

    . Novembro 2010

    . Outubro 2010

    . Setembro 2010

    . Agosto 2010

    . Julho 2010

    . Junho 2010

    . Maio 2010

    . Abril 2010

    . Março 2010

    . Fevereiro 2010

    . Janeiro 2010

    . Dezembro 2009

    . Novembro 2009

    . Outubro 2009

    . Setembro 2009

    . Agosto 2009

    . Julho 2009

    . Junho 2009

    . Abril 2009

    . Fevereiro 2009

    . Janeiro 2009

    . Dezembro 2008

    . Novembro 2008

    . Outubro 2008

    . Setembro 2008

    . Agosto 2008

    . Julho 2008

    . Junho 2008

    . Maio 2008

    . Abril 2008

    . Março 2008

    . Fevereiro 2008

    . Janeiro 2008

    . Dezembro 2007

    . Outubro 2007

    . Setembro 2007

    . Agosto 2007

    . Julho 2007

    . Maio 2007

    . Abril 2007

    . Março 2007

    . Fevereiro 2007

    . Janeiro 2007

    . Dezembro 2006

    . Novembro 2006

    . Outubro 2006

    blogs SAPO

    .subscrever feeds