Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2012

Hospital de Tomar: Assembleia da república recebe petição a 23 de fevereiro

 
Foto ilustrativa
  • As mais de seis mil assinaturas já recolhidas em todo o concelho de Tomar, em defesa da manutenção de todas as valências do Hospital Nossa Senhora da Graça, serão entregues na Assembleia da República no próximo dia 23 de fevereiro
2012-02-17 08:08:51
As mais de seis mil assinaturas já recolhidas em todo o concelho de Tomar, em defesa da manutenção de todas as valências do Hospital Nossa Senhora da Graça, serão entregues na Assembleia da República no próximo dia 23 de fevereiro, pelas 10h00.

A petição, que ainda poderá ser assinada nas sedes das juntas de freguesia, manifesta o descontentamento dos tomarenses para com a tão apregoada reorganização do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT). Esta petição também pode se assinada na versão online através do endereço: http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx? Pi=P2012N20629

Na próxima quinta-feira, elementos da Comissão de Saúde da Assembleia Municipal de Tomar, tentarão reunir com todos os grupos parlamentares para os tentar sensibilizar sobre as legitimas preocupações de todos aqueles, que são servidos pelo Hospital Nossa Senhora da Graça.
(in Jornal Cidade Tomar)
publicado por usmt às 19:38
link do post | favorito
Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

Em Montalvo, recolhem-se assinaturas

PELA EXISTÊNCIA DE MÉDICO DE FAMILIA E CUIDADOS DE ENFERMAGEM NA EXTENSÃO DE SAÚDE DE MONTALVO (Constância)

 

publicado por usmt às 18:58
link do post | favorito

ESTA TERÇA-FEIRA, em Tomar

Centena e meia de cidadãos protestaram contra a retirada de valências da Unidade Hospitalar de Tomar

 

 

 

 

publicado por usmt às 11:22
link do post | favorito
Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2012

No dia 25 de Fevereiro, em Santarém

1º. Encontro Distrital de Comissões e Utentes dos Serviços Públicos
SANTARÉM, 25 de Fevereiro, 14 horas

na Sede do Associação Cultural e Recreativa de Vale de Estacas
Pctª Bairro 1º de Julho, Lote 3 R/C – Vale de Estacas – 2005-665 Santarém
(Junto ao Continente)

 
C O N V I T E
Às Comissões e Utentes dos Serviços Públicos
do Distrito de Santarém
Utentes que esperam por consultas e cirurgias que demoram. Utentes que não têm rendimentos para taxas moderadoras, medicamentos e tratamentos. Faltam dezenas de médicos de família. Centros e Extensões de Saúde a precisarem de ampliações e manutenção. Hospitais mal localizados, cujas potencialidades não são aproveitadas. Unidades de saúde que correm o risco de encerrar, dificultando o acesso a cuidados de saúde. Vias rápidas existentes e a construir portajadas. Estradas esperam há anos por manutenção. Transportes públicos (poucos e caros) mais a pensar na viabilidade das empresas do que em servir os utentes. Pontes entre as margens do Tejo que não servem as necessidades das populações (como no caso de Constância). Problemas frequentes com o fornecimento de energia eléctrica, que atingiu preços inimagináveis. Os problemas ambientais, das comunicações ou dos serviços financeiros, que afectam quem deles precisa. A ameaça de privatizações da prestação de serviços.
É neste panorama e com o objectivo de organizar a resistência das populações, que se realiza o 1º. Encontro Distrital de Comissões e Utentes dos Serviços Públicos de Santarém, que se realiza a 25 de Fevereiro, a partir das 14,30 horas, na Sede da Associação Cultural e Recreativa de Vale de Estacas, em Santarém.
Podem participar Comissões e Utentes dos Serviços Públicos do Distrito de Santarém, que debaterão um documento que fará a análise dos serviços públicos no Distrito e definirá quais as iniciativas e as formas de organização dos utentes em defesa de serviços públicos de qualidade.
MUSP Santarém
publicado por usmt às 20:32
link do post | favorito
Domingo, 12 de Fevereiro de 2012

Por cuidados de saúde de proximidade e de qualidade

Mais um protesto em Tomar

Terça, 14 fev, 7,30 horas

Fte Hospital de Tomar

 

publicado por usmt às 11:36
link do post | favorito

Os utentes de Fátima vão ficar melhor! E em Ourém, não ficam mais utentes sem acesso a cuidados médicos??

Centro de Saúde de Fátima: Uma UNIDADE DE SAÚDE FAMILIAR e uma UNIDADE DE CUIDADOS À COMUNIDADE
 
O Centro de Saúde de Fátima vai passar a oferecer uma resposta mais rápida aos utentes. A nova Unidade de Saúde Familiar (USF), há muito desejada pela maioria dos profissionais daquele centro de saúde, vai ser inaugurada no dia 24 deste mês. A par USF, vai arrancar também a nova Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC).
José Oliveira, presidente do Conselho Clínico e director executivo do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Serra d’ Aire, explica que a criação destas unidades resulta do novo modelo de organização dos centros de saúde, que passaram a estar divididos em diversas unidades, cada uma com características específicas. No caso das USF, o objectivo é “prestar cuidados às pessoas inscritas nos centros de saúde, sobretudo dentro de portas dos centros de saúde”. No caso das UCC, a finalidade “é prestar cuidados sobretudo fora de portas dos centros da saúde, mais no meio comunitário”.
As novas unidades ficam instaladas no edifício do Centro de Saúde de Fátima, em espaços separados. De acordo com José Oliveira, na nova USF vão trabalhar seis médicos; seis enfermeiros e cinco administrativos. Já a UCC, vai ter um médico, quatro enfermeiros e um administrativo. José Oliveira esclarece que as novas unidades são praticamente asseguradas pelos médicos que trabalham no Centro de Saúde de Fátima, que continuam a manter as suas listas de utentes. Vêm apenas três enfermeiras e duas administrativas de locais exteriores ao Centro de Saúde de Fátima e ainda um médico do Centro de Saúde de Ourém.
Quanto ao horário de funcionamento, a USF vai funcionar das 8h00 às 20h00, todos os dias úteis. “Nesse horário, haverá o que se faz agora no centro de saúde”, esclarece o médico José Oliveira. Então, em termos práticos, a USF não vai trazer grandes mudanças para os utentes, perguntamos, ao que o médico responde: “A acessibilidade da população aos cuidados de saúde vai melhorar muito, vai ficar muito mais facilitada. Além de se preocupar com a realização de consultas de vigilância a crianças, grávidas, diabéticos, hipertensos, idosos, adultos…, a USF preocupa-se muito em responder às necessidades dos utentes, nomeadamente na doença aguda e na ausência de médico de família, isto é, quando a pessoa está mesmo doente, está praticamente garantida a sua consulta, mesmo se o seu médico de família não estiver de serviço. Alguém resolve o problema. O que não acontece agora, embora haja um sistema de recurso, nem sempre é possível resolver o problema”.
(in Notícias de Fátima)

publicado por usmt às 11:33
link do post | favorito

TOMAR – Petição a favor da suspensão da reestruturação do CHMT atingiu as quatro mil assinaturas

 

A petição que tem circulado em Tomar relativa à suspensão do processo de reestruturação do Centro Hospitalar do Médio Tejo atingiu rapidamente as quatro mil assinaturas, sendo que ainda faltam recolher todas as cópias do abaixo-assinado que estão distribuídas pelas diferentes freguesias do concelho.


Para além disso, o Padre Mário Duarte, Pároco de Tomar, também tem «estado no terreno» a recolher apoios, pelo que, segundo a organização desta acção de luta, poderão estar a caminho cerca de trezentas assinaturas. O objectivo, cifrado nas cinco mil, está, desta forma, praticamente atingido, ainda que, conforme ficou explícito nas declarações dos membros da Comissão de Saúde da Assembleia Municipal de Tomar - numa recente sessão de esclarecimento - quantos mais cidadãos aderiram à causa, mais força ganha o pedido de suspensão. Importa referir que a referida Comissão de Acompanhamento irá, depois, possivelmente a 27 de Fevereiro, até à Assembleia da República, onde fará a entrega das assinaturas recolhidas. (R Hertz)


 

publicado por usmt às 11:28
link do post | favorito
Sábado, 11 de Fevereiro de 2012

As contas no CHMT

Sendo os dados de Novembro....

 

http://www.chmt.min-saude.pt/Downloads_HSA/CHMT/Tableau%20de%20Bord%20-%20Novembro%202011.pdf

 

e em Dezembro

 

http://www.acss.min-saude.pt/Portals/0/TB%20-%20Dezembro%202011%20-%20CH%20Medio%20Tejo.pdf

 

Os resultados operacionais negativos cresceram quase 20%, num só mês. Mais de quatro milhões de euros.

Documentos que devem ser analisados (por todas as entidades) para se apurarem as causas e proceder às devidas correcções com a garantia de acesso a cuidados de saúde de proximidade e de qualidade.

 

publicado por usmt às 10:34
link do post | favorito
Sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2012

Será desta?

Cardiologista Queirós e Mello vai presidir ao Conselho Consultivo do Centro Hospitalar do Médio Tejo
O cardiologista João Manuel Queirós e Mello vai presidir ao conselho consultivo do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), disse à Agência Lusa fonte hospitalar. Natural de Tomar, Queirós e Mello, 66 anos, foi pioneiro na realização de transplantes de coração em Portugal (1986), o que lhe valeu a condecoração como Grande Oficial da Ordem de Santiago em Espada. Queirós e Mello ajudou, com os professores Machado Macedo e Ricardo Seabra Gomes, a criar e desenvolver o Hospital de Santa Cruz, inaugurado em 1979, onde realizou o primeiro transplante de coração. Com a nomeação de Queirós e Mello, em despacho assinado na quinta-feira, dá-se início ao processo de instalação do Conselho Consultivo do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), que reúne os hospitais de Torres Novas, Tomar e Abrantes. Este órgão, que irá funcionar pela primeira vez no CHMT, tem por competências apreciar os planos de atividade e todas as informações que permitam acompanhar a atividade do hospital, bem como “emitir recomendações tendo em vista o melhor funcionamento dos serviços a prestar às populações, tendo em conta os recursos disponíveis”. Além do presidente, o Conselho Consultivo terá ainda de integrar um representante de cada um dos municípios onde se situam os três hospitais, um representante da Administração Regional de Saúde, um representante dos utentes e outro eleito pelos trabalhadores do CHMT. Têm ainda assento neste órgão, que tem um mandato de três anos, um representante dos prestadores de trabalho voluntário no hospital (caso existam) e dois elementos escolhidos pelo conselho de administração que sejam profissionais de saúde sem vínculo ao CHMT. Os membros do Conselho de Administração e o fiscal único podem ter assento no Conselho Consultivo sem direito de voto. O anúncio da constituição do Conselho Consultivo surge numa altura em que está em curso um processo de reorganização do CHMT que tem sido contestado por utentes e autarcas, sobretudo no concelho de Tomar.
-------------------------------------------------------------------------------
publicado por usmt às 22:46
link do post | favorito

Sem cuidados de saúde de proximidade e de qualidade, sofrem e morrem os cidadãos do Médio Tejo!

TOMAR – Ambulância do INEM estava na pediatria de Torres Novas quando foi necessário o socorro a António Ribeiro

Há dados novos e importantes a acrescentar à trágica morte do cidadão António Ribeiro (78 anos), na manhã desta quinta-feira, na Alameda Um de Março. Tal como tem sido amplamente divulgado, os Bombeiros de Tomar fizeram deslocar uma ambulância para o local e, na ocasião, muitas foram as pessoas que questionaram a ausência do desfribilador, ou seja, o equipamento electrónico utilizado em quem sofre uma paragem cardiorespiratória. Segundo aquilo que a Hertz apurou, o aparelho, que está na ambulância do INEM sedeada em Tomar, estava, na precisa altura, na pediatria de Torres Novas, para onde transportou uma criança.

Por isso mesmo, os bombeiros, quando solicitados pelo Instituto Nacional de Emergência Médica, só puderam responder com o envio da ambulância de suporte básico de vida, que não está dotada de equipamentos essenciais. Este foi um exemplo lamentável do que poderá acontecer a partir do momento em que as urgências passem a básicas no Hospital de Tomar, o que irá obrigar ao transporte para Abrantes. Aliás, a Hertz sabe que os Bombeiros já tinham alertado o presidente do INEM para esta situação, sublinhando que não há capacidade de resposta quando houver registo para ocorrências simultâneas. Além disso, o parque de viaturas dos Bombeiros não é reforçado há cerca de dez anos pela autarquia o que, neste caso, já levantou vozes críticas relativamente às recentes opções do Município em apoiar o Carnaval em vez de canalizar as verbas para a compra de ambulâncias.

Porque é que a vítima não foi encaminhada para as urgências?

Outro facto que despertou a revolta dos populares teve a ver com a obrigação dos bombeiros em esperar, como aconteceu nesta quinta-feira, pela Viatura Médica de Emergência, em vez de encaminhar a vítima para as urgências do Hospital... que estava a menos de um quilómetro. A Hertz sabe que os bombeiros estão expressamente proibidos de o fazer sem que haja ordem superior e até está em condições de garantir que, em alguns exemplos anteriores, onde os soldados da paz «furaram» essas regras, foram os próprios médicos da urgência hospitalar que avisaram sobre a possível instauração de processos caso algo corresse mal com o paciente transportado. Ou seja, os bombeiros podem ser responsabilizados criminalmente e, como tal, mesmo contra a própria vontade, são obrigados a permanecer no local do sinistro com a vítima.

 

publicado por usmt às 19:53
link do post | favorito

.USMT:Quer nos Conhecer?

  • O que somos
  • Oque fazemos
  • O que defendemos
  • .Vamos criar a Associação de Defesa dos Utentes da Saúde

  • Saber Mais
  • .Leia, Subscreva e Divulgue a Petição ao Senhor Ministro da Saúde Sobre as Novas Taxas Moderadoras Para Internamentos e Cirurgias

  • Petição Movimento de Utentes da Saúde
  • .USMT Mail:

    usaudemt@hotmail.com

    .Abaixo-Assinado

  • Queremos Médicos na Meia Via, Ribeira e Pedrógão
  • .pesquisar

     

    .Jornais Regionais On-Line

  • O Templário
  • Cidade de Tomar
  • O Mirante
  • O Ribatejo
  • Torrejano
  • Almonda
  • O Riachense
  • Entroncamento On-Line
  • Notícias de Fátima
  • .Organizações & Comições

  • MUSS
  • Movimento Utentes Saúde
  • OMS
  • .Posts Recentes

    . Preparar a reunião com a ...

    . Sobre a intervenção no se...

    . Sobre as eleições para o ...

    . Reunião da Comissão de Ut...

    . Dia Mundial da Segurança ...

    . Participar no 1º. Maio

    . 6 de Maio, REUNIÃO COMISS...

    . Por transportes de proxim...

    . Dia Mundial do Livro

    . Decreto Lei 23/2019

    .Arquivos

    . Maio 2019

    . Abril 2019

    . Março 2019

    . Fevereiro 2019

    . Janeiro 2019

    . Dezembro 2018

    . Novembro 2018

    . Outubro 2018

    . Setembro 2018

    . Agosto 2018

    . Julho 2018

    . Junho 2018

    . Maio 2018

    . Abril 2018

    . Março 2018

    . Fevereiro 2018

    . Janeiro 2018

    . Dezembro 2017

    . Novembro 2017

    . Outubro 2017

    . Setembro 2017

    . Agosto 2017

    . Julho 2017

    . Junho 2017

    . Maio 2017

    . Abril 2017

    . Março 2017

    . Fevereiro 2017

    . Janeiro 2017

    . Dezembro 2016

    . Novembro 2016

    . Outubro 2016

    . Setembro 2016

    . Agosto 2016

    . Julho 2016

    . Junho 2016

    . Maio 2016

    . Abril 2016

    . Março 2016

    . Fevereiro 2016

    . Janeiro 2016

    . Dezembro 2015

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    . Junho 2015

    . Maio 2015

    . Abril 2015

    . Março 2015

    . Fevereiro 2015

    . Janeiro 2015

    . Dezembro 2014

    . Novembro 2014

    . Outubro 2014

    . Setembro 2014

    . Agosto 2014

    . Julho 2014

    . Junho 2014

    . Maio 2014

    . Abril 2014

    . Março 2014

    . Fevereiro 2014

    . Janeiro 2014

    . Dezembro 2013

    . Novembro 2013

    . Outubro 2013

    . Setembro 2013

    . Agosto 2013

    . Julho 2013

    . Junho 2013

    . Maio 2013

    . Abril 2013

    . Março 2013

    . Fevereiro 2013

    . Janeiro 2013

    . Dezembro 2012

    . Novembro 2012

    . Outubro 2012

    . Setembro 2012

    . Agosto 2012

    . Julho 2012

    . Junho 2012

    . Maio 2012

    . Abril 2012

    . Março 2012

    . Fevereiro 2012

    . Janeiro 2012

    . Dezembro 2011

    . Novembro 2011

    . Outubro 2011

    . Setembro 2011

    . Agosto 2011

    . Julho 2011

    . Junho 2011

    . Maio 2011

    . Abril 2011

    . Março 2011

    . Fevereiro 2011

    . Janeiro 2011

    . Dezembro 2010

    . Novembro 2010

    . Outubro 2010

    . Setembro 2010

    . Agosto 2010

    . Julho 2010

    . Junho 2010

    . Maio 2010

    . Abril 2010

    . Março 2010

    . Fevereiro 2010

    . Janeiro 2010

    . Dezembro 2009

    . Novembro 2009

    . Outubro 2009

    . Setembro 2009

    . Agosto 2009

    . Julho 2009

    . Junho 2009

    . Abril 2009

    . Fevereiro 2009

    . Janeiro 2009

    . Dezembro 2008

    . Novembro 2008

    . Outubro 2008

    . Setembro 2008

    . Agosto 2008

    . Julho 2008

    . Junho 2008

    . Maio 2008

    . Abril 2008

    . Março 2008

    . Fevereiro 2008

    . Janeiro 2008

    . Dezembro 2007

    . Outubro 2007

    . Setembro 2007

    . Agosto 2007

    . Julho 2007

    . Maio 2007

    . Abril 2007

    . Março 2007

    . Fevereiro 2007

    . Janeiro 2007

    . Dezembro 2006

    . Novembro 2006

    . Outubro 2006

    blogs SAPO

    .subscrever feeds