Sexta-feira, 19 de Julho de 2013

Porque razão as crianças não foram encaminhadas para o Hospital de Tomar/CHMT, que até está mais perto? Os serviços de urgência já não são de confiar? Tem a palavra o CA do CHMT.

14 intoxicados em colónia de férias

Alerta dado pelas 22:00 após jantar de arroz de marisco

Por: Redacção / PO    |   2013-07-16 23:21

 

 

14 intoxicados em colónia de férias 

 

13 adultos e uma criança sofreram nesta terça-feira à noite uma intoxicação alimentar com arroz de marisco quando se encontravam numa colónia de férias, em Formigais, Ourém.

Segundo apurou a TVI24, os intoxicados foram observados no Hospital de Leiria por precaução, não correndo riscos.

A ocorrência foi registada cerca das 22 horas.

As vítimas de intoxicação são de Sintra e encontravam-se num grupo de sessenta pessoas em férias naquela localidade.

publicado por usmt às 17:46
link do post | favorito
Terça-feira, 16 de Julho de 2013

Não desistimos de serviços de proximidade e qualidade!

Sondagem: 65% acredita que SNS vai piorar para o ano

Mais de 65% dos inquiridos numa sondagem utilizam os serviços públicos mas temem a perda de qualidade. Há também 20% das pessoas que não vão ao médico por razões financeiras.

                                        

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A perda da qualidade e as taxas moderadoras são dois pontos que preocupam os utentes Rui Gaudêncio

 

Apesar de o Serviço Nacional de Saúde continuar a ser o mais utilizado, um inquérito mostra que metade dos portugueses estão preocupados com a qualidade dos cuidados de saúde públicos e acreditam mesmo que as condições vão piorar em 2014.

As conclusões fazem parte de um inquérito realizado pela Cegedim, em parceria com a Netsonda, que diz ainda que é nas pessoas entre os 35 e os 44 anos que os receios quanto à qualidade são maiores.  Mesmo assim, ao todo, 31% dos portugueses dizem que os actuais cuidados de saúde do SNS são “bons” ou “muito bons”, mas quase 65% acreditam que vão passar a ser “piores” ou “muito piores”. Já em relação ao sector privado, há mais optimismo, com 50% dos participantes no inquérito a dizerem que acreditam que a qualidade se vai manter.

Apesar disso, 65,2% dos inquiridos continua a utilizar o SNS e só 26,6% recorrem a serviços privados e 22,3% são tratados através da ADSE. Dados que também são explicados pelo factor preço, já que os utentes estão preocupados com as taxas moderadoras mas mais com o preço que uma consulta no privado, sendo que ainda há que juntar o valor dos medicamentos. Dentro das preocupações, ter de faltar ao trabalho para recorrer a uma unidade de saúde foi a situação menos referida.

Entre os inquiridos, mais de 90% dos que têm um seguro privado pensam mantê-lo, mas para 84,5% das pessoas aderir a um plano deste género não está programado para os próximos seis meses, sobretudo devido a razões de ordem financeira.

Aliás, segundo a mesma sondagem, 40% dos inquiridos admitiram que o orçamento familiar não permite cobrir todas as despesas de saúde, sendo que uma em cada cinco pessoas diz que não foi ao médico nos últimos seis meses por motivos económicos. “Em tempo de crise e contenção, a maioria dos inquiridos afirma praticar desporto como uma medida para melhorar a sua saúde. Ter uma alimentação cuidada e saudável é outra das preocupações”, lê-se no estudo. Há um ano, um inquérito também da Netsonda, mostrava que quase 42% dos participantes admitiam que o orçamento familiar já não era suficiente para pagar todas as despesas de saúde. As preocupações reveladas neste ano são semelhantes às de 2012.

Mas mesmo quem vai ao médico, só em 46% dos casos segue à risca as recomendações e prescrições dos clínicos. “O principal motivo para este não cumprimento são as melhorias sentidas ao fim de alguns dias e a consequente desistência da toma (68%)” dos medicamentos, diz o trabalho. Muitos inquiridos (mais de 22%) também referiram o excesso de medicação e 10% disseram que receberam pouca informação sobre a terapêutica. Em mais de 8% dos casos as razões foram financeiras. O inquérito encontrou diferenças consoante idade e sexo, com os homens a mostrarem-se mais cumpridores, assim como as pessoas mais velhas.

O estudo olhou também para os medicamentos genéricos e de marca, com dois terços das pessoas a admitirem que preferem os fármacos de marca branca, devido ao preço mais baixo e por confiarem que têm a mesma qualidade – um número que baixou ligeiramente em relação ao inquérito de 2012 (69,1%). Quem opta pelos produtos de marca justifica a escolha pela expectativa de mais eficácia. Uma vez mais são os homens que mais confiam nos genéricos, assim como as pessoas mais velhas.

publicado por usmt às 18:26
link do post | favorito
Domingo, 14 de Julho de 2013

in REDE REGIONAL

Ourém lamenta promessas esquecidas na saúde

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As promessas da manutenção do Centro de Saúde de Ourém aberto até às 24 horas, da colocação de viaturas para atendimento ambulatório e da operacionalização de consultas de especialidade em Ourém a partir do Centro Hospitalar do Médio Tejo, feitas pelo secretário de Estado da Saúde Fernando Leal da Costa em Setembro de 2012, continuam por cumprir. Esta foi uma das informações transmitidas pelo presidente da Câmara Municipal de Ourém, Paulo Fonseca, à Comissão de Utentes de Saúde do Médio Tejo (CUSMT) durante uma reunião realizada com o intuito de discutir as condições da saúde naquele concelho. Para o autarca, Ourém tem sido sistematicamente esquecido pelo governo e está muito mal servido em termos de prestação de cuidados. Os exemplos das promessas por cumprir são “pontos fundamentais para Ourém ter o mínimo de qualidade no acesso a serviços de saúde”, considerou Paulo Fonseca, que, neste encontro, teve conhecimento através da CUSMT de muitos relatos e queixas de utentes, que reforçam os problemas relacionados com a distância, os custos e a incapacidade de resposta em termos físicos e humanos das unidades hospitalares do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT). Numa reunião em que foi dado como ponto assente que a qualidade da prestação de cuidados de saúde no concelho é inaceitável, Paulo Fonseca referiu novamente que “se o Centro Hospitalar do Médio Tejo continuar a caminhar para o espartilho de valências hospitalares e na desorganização existente, se questione a passagem dos cidadãos de Ourém para o Centro Hospitalar Leiria – Pombal”.

 

publicado por usmt às 16:29
link do post | favorito
Quarta-feira, 10 de Julho de 2013

CUSMT reuniu com a Liga do Hospital de Torres Novas

A Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo reuniu com a Direcção da Liga dos Amigos do Hospital de Torres Novas com o objectivo de apresentar a sua proposta de reorganização da prestação de cuidados de saúde no Médio Tejo. Mereceu especial enfoque a actual situação e o futuro do Hospital de Torres Novas. Ambas as entidades manifestaram preocupação com o esvaziamento funcional do Hospital de Torres Novas, com claros prejuízos e sofrimento para as populações e defendem que devem ser repostos alguns serviços essenciais como um serviço de urgência adequado às necessidades, internamento de medicina interna e serviço de ambulatório.

 

 

publicado por usmt às 20:51
link do post | favorito
Domingo, 7 de Julho de 2013

Informamos e apoiamos!

...

publicado por usmt às 18:11
link do post | favorito

A luta pela água pública continua!


 

 

 

Comissão de Ambiente aprovou parecer

sobre o Projeto de Lei nº 368/XII – «Protecção dos direitos individuais e comuns à água»

  A Comissão de Ambiente aprovou, no passado dia 2 de Julho, por unanimidade, o parecer sobre o Projeto de Lei nº 368/XII – «Protecção dos direitos individuais e comuns à água», tendo o mesmo sido enviado para a Presidente da Assembleia da República, no dia 3 de Julho.

  Nas conclusões, a Comissão recomenda a consulta à ANMP – Associação Nacional de Municípios Portugueses, e conclui que o projecto de lei em apreço se encontra e condições de subir a plenário.

 

O agendamento depende agora da Presidente da Assembleia da República que, de acordo com º nº 1 do artº 10º da Lei de Iniciativa Legislativa - Lei nº17/2003 de 4 de Junho, «deve promover o agendamento da iniciativa para uma das 10 reuniões plenárias seguintes, para efeito de apreciação e votação na generalidade», sendo que o nº 2 do mesmo artigo, determina que «A comissão representativa dos cidadãos subscritores é notificada da data da reunião plenária para que a iniciativa é agendada.»

 

Tal ocorre num momento em que a luta dos trabalhadores e das populações contra este governo e a sua política tornaram mais evidentes as contradições e os interesses de uma maioria derrotada socialmente, mas que insiste em agarrar-se ao poder e levar por diante o seu programa de destruição. Forçar a demissão deste governo, devolver a palavra ao povo, é a garantia mais sólida para travar a privatização da água e dos serviços públicos, objectivo pelo qual lutamos e de que não abdicamos, aconteça o que acontecer.

Aconteça o que acontecer, nada nos demoverá de prosseguir a luta pelo direito à água, contra a privatização. O debate e votação da Iniciativa Legislativa - pela qual tantos trabalharam, será um dia importante. Um dia em que os deputados serão directamente confrontados com o sentir e a vontade de dezenas de milhar de cidadãos que subscreveram este projecto de lei, mas também com a opinião largamente maioritária da população que, como todos os estudos de opinião realizados confirmam, defende o direito à água e a gestão pública da água, e terão a oportunidade e a responsabilidade de, com o seu voto, inscrever na legislação nacional o direito à água e saneamento, reconhecido como um direito humano fundamental pelas Nações Unidas, cuja Resolução Portugal votou favoravelmente, bem como o de impedir a transformação da água numa mercadoria e num produto financeiro e a privatização dos serviços públicos de água e saneamento.

No Parlamento, jogar-se-á o futuro. Não permitamos que o futuro, ou seja, a nossa água, seja comercializado!

  Pela água de todos e para todos!

Parecer da Comissão de Ambiente em:

http://app.parlamento.pt/webutils/docs/doc.pdf?path=6148523063446f764c324679626d56304c334e706447567a4c31684a5355786c5a793944543030764d54464451553955554577765247396a6457316c626e527663306c7561574e7059585270646d46446232317063334e68627938334e4751344d6a4e6b5a43316b4d5759774c54526a5a6a4974595755794d6930774d4467324d7a51334e32466c5a5459756347526d&fich=74d823dd-d1f0-4cf2-ae22-

publicado por usmt às 10:51
link do post | favorito

GOLEGÃ: Centro de Saúde novo, SIM! Encerramento de Exteensões, NÃO!

NOTA DA CUSMT:

 

Chegaram informações à CUSMT de que na sequência da entrada em funcionamento do novo Centro de Saúde (com o que nos regozijamos), os responsáveis regionais pela saúde levantaram a hipótese de encerramento de uma das Extensões de Saúde. Esperemos que não seja dada mais uma machadada mos cuidados de saúde de proximidade.

 

.................................................





http://www.omirante.pt/
Saúde 7 Jul 2013, 00:12h
Centro de Saúde da Golegã a funcionar no novo edifício a partir de segunda-feira
 
   


   

O centro de saúde da Golegã - Unidade de Saúde Familiar CampuSaúde, começa a funcionar no novo edifício, situado na rua Carlos Mendes Gonçalves, a partir de segunda-feira. A mudança para as novas instalações foi concretizada na sexta-feira, tendo os serviços encerrado ao público da parte da tarde por esse motivo. É natural que nos primeiros dias haja utentes a dirigir-se às antigas instalações da rua José Relvas, propriedade da Santa Casa da Misericórdia, onde o Centro de Saúde funcionou durante as últimas décadas, uma vez que a mudança não foi muito publicitada. O novo edifício, mandado construir pela Administração Regional de Saúde, com o apoio de fundos comunitários, em terreno cedido pela câmara municipal, que também se comprometeu a tratar dos arranjos exteriores, estava orçado em 750 mil euros. A sua inauguração está marcada para as 16 horas de quinta-feira, 11 de Julho.





publicado por usmt às 10:49
link do post | favorito
Sábado, 6 de Julho de 2013

Reunião da CUSMT com Pres CM OURÉM confirmada

A reunião solicitada pela Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo ao Presidente da Câmara Municipal de Ourém realizar-se-á, na Sede da Câmara, no dia 9 (terça) a partir das 15 horas.

 

publicado por usmt às 17:12
link do post | favorito
Sexta-feira, 5 de Julho de 2013

CALOR: todos os cuidados são poucos!

DGS recomenda dez medidas para evitar efeitos do calor na saúde

 

A Direcção-Geral de Saúde (DGS) apresentou nesta sexta-feira uma série de medidas de prevenção para evitar os efeitos negativos do excesso de calor na saúde. São elas:

 

1. Procurar ambientes frescos ou climatizados mesmo durante a noite. Evitar a exposição directa ao sol, principalmente entre as 11 e as 18 horas.

 

2. Aumentar a ingestão de água ou de sumos de fruta natural mesmo durante a noite. Evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

 

3. Dar atenção especial a grupos mais vulneráveis ao calor – doentes crónicos, idosos, crianças, grávidas e trabalhadores com actividades no exterior.

 

4. Doentes crónicos ou sujeitos a dieta com restrição de líquidos devem seguir as recomendações do médico assistente ou da Linha 808 24 24 24.

 

5. Visitar e acompanhar os idosos, em especial os que vivem isolados. Assegurar a sua correcta hidratação e permanência em ambiente fresco.

 

6. Assegurar que as crianças consomem frequentemente água ou sumos de fruta natural e que permanecem em ambiente fresco. As crianças com menos de seis meses não devem estar sujeitas a exposição solar, directa ou indirecta.

 

7. As grávidas deverão ter cuidados especiais: moderar a actividade física, evitar a exposição directa ou indirecta ao sol e garantir ingestão frequente de líquidos.

 

8. Utilizar protector solar com factor igual ou superior a 30 e renovar a sua aplicação de duas em duas horas e após os banhos na praia ou piscina, que não devem ser frequentadas entre as 11 horas e as 15 horas.

 

9. Utilizar roupa solta, opaca e que cubra a maior parte do corpo, chapéu de abas largas e óculos de sol com protecção ultravioleta. Escolher horas de menor calor para viajar de carro. Não permanecer dentro de viaturas estacionadas e expostas ao sol.

 

10. Evitar actividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente laborais, desportivos e de lazer no exterior.

publicado por usmt às 14:44
link do post | favorito
Quinta-feira, 4 de Julho de 2013

No sábado

...

publicado por usmt às 19:11
link do post | favorito

.USMT:Quer nos Conhecer?

  • O que somos
  • Oque fazemos
  • O que defendemos
  • .Vamos criar a Associação de Defesa dos Utentes da Saúde

  • Saber Mais
  • .Leia, Subscreva e Divulgue a Petição ao Senhor Ministro da Saúde Sobre as Novas Taxas Moderadoras Para Internamentos e Cirurgias

  • Petição Movimento de Utentes da Saúde
  • .USMT Mail:

    usaudemt@gmail.com

    .Abaixo-Assinado

  • Queremos Médicos na Meia Via, Ribeira e Pedrógão
  • .pesquisar

     

    .Jornais Regionais On-Line

  • O Templário
  • Cidade de Tomar
  • O Mirante
  • O Ribatejo
  • Torrejano
  • Almonda
  • O Riachense
  • Entroncamento On-Line
  • Notícias de Fátima
  • .Organizações & Comissões

    MUSS Movimento Utentes Saúde OMS

    .Posts Recentes

    . Divulgação - Orientações ...

    . 21 janeiro, entrega assin...

    . Sobre a mortalidade rodov...

    . CHMT SUSPENDE TEMPORARIAM...

    . CHMT DÁ AS BOAS-VINDAS A ...

    . Os utentes do Médio Tejo ...

    . CHMT: 4 objectivos para 2...

    . Quase totalidade dos novo...

    . 6 janeiro, Reunião Comiss...

    . 19 janeiro, reunião EXTRA...

    .Arquivos

    . Janeiro 2022

    . Dezembro 2021

    . Novembro 2021

    . Outubro 2021

    . Setembro 2021

    . Agosto 2021

    . Julho 2021

    . Junho 2021

    . Maio 2021

    . Abril 2021

    . Março 2021

    . Fevereiro 2021

    . Janeiro 2021

    . Dezembro 2020

    . Novembro 2020

    . Outubro 2020

    . Setembro 2020

    . Agosto 2020

    . Julho 2020

    . Junho 2020

    . Maio 2020

    . Abril 2020

    . Março 2020

    . Fevereiro 2020

    . Janeiro 2020

    . Dezembro 2019

    . Novembro 2019

    . Outubro 2019

    . Setembro 2019

    . Agosto 2019

    . Julho 2019

    . Junho 2019

    . Maio 2019

    . Abril 2019

    . Março 2019

    . Fevereiro 2019

    . Janeiro 2019

    . Dezembro 2018

    . Novembro 2018

    . Outubro 2018

    . Setembro 2018

    . Agosto 2018

    . Julho 2018

    . Junho 2018

    . Maio 2018

    . Abril 2018

    . Março 2018

    . Fevereiro 2018

    . Janeiro 2018

    . Dezembro 2017

    . Novembro 2017

    . Outubro 2017

    . Setembro 2017

    . Agosto 2017

    . Julho 2017

    . Junho 2017

    . Maio 2017

    . Abril 2017

    . Março 2017

    . Fevereiro 2017

    . Janeiro 2017

    . Dezembro 2016

    . Novembro 2016

    . Outubro 2016

    . Setembro 2016

    . Agosto 2016

    . Julho 2016

    . Junho 2016

    . Maio 2016

    . Abril 2016

    . Março 2016

    . Fevereiro 2016

    . Janeiro 2016

    . Dezembro 2015

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    . Junho 2015

    . Maio 2015

    . Abril 2015

    . Março 2015

    . Fevereiro 2015

    . Janeiro 2015

    . Dezembro 2014

    . Novembro 2014

    . Outubro 2014

    . Setembro 2014

    . Agosto 2014

    . Julho 2014

    . Junho 2014

    . Maio 2014

    . Abril 2014

    . Março 2014

    . Fevereiro 2014

    . Janeiro 2014

    . Dezembro 2013

    . Novembro 2013

    . Outubro 2013

    . Setembro 2013

    . Agosto 2013

    . Julho 2013

    . Junho 2013

    . Maio 2013

    . Abril 2013

    . Março 2013

    . Fevereiro 2013

    . Janeiro 2013

    . Dezembro 2012

    . Novembro 2012

    . Outubro 2012

    . Setembro 2012

    . Agosto 2012

    . Julho 2012

    . Junho 2012

    . Maio 2012

    . Abril 2012

    . Março 2012

    . Fevereiro 2012

    . Janeiro 2012

    . Dezembro 2011

    . Novembro 2011

    . Outubro 2011

    . Setembro 2011

    . Agosto 2011

    . Julho 2011

    . Junho 2011

    . Maio 2011

    . Abril 2011

    . Março 2011

    . Fevereiro 2011

    . Janeiro 2011

    . Dezembro 2010

    . Novembro 2010

    . Outubro 2010

    . Setembro 2010

    . Agosto 2010

    . Julho 2010

    . Junho 2010

    . Maio 2010

    . Abril 2010

    . Março 2010

    . Fevereiro 2010

    . Janeiro 2010

    . Dezembro 2009

    . Novembro 2009

    . Outubro 2009

    . Setembro 2009

    . Agosto 2009

    . Julho 2009

    . Junho 2009

    . Abril 2009

    . Fevereiro 2009

    . Janeiro 2009

    . Dezembro 2008

    . Novembro 2008

    . Outubro 2008

    . Setembro 2008

    . Agosto 2008

    . Julho 2008

    . Junho 2008

    . Maio 2008

    . Abril 2008

    . Março 2008

    . Fevereiro 2008

    . Janeiro 2008

    . Dezembro 2007

    . Outubro 2007

    . Setembro 2007

    . Agosto 2007

    . Julho 2007

    . Maio 2007

    . Abril 2007

    . Março 2007

    . Fevereiro 2007

    . Janeiro 2007

    . Dezembro 2006

    . Novembro 2006

    . Outubro 2006

    blogs SAPO

    .subscrever feeds