Domingo, 26 de Julho de 2020

Sobre as instalações da USF Cardillium/Torres Novas (in redes sociais)

publicado por usmt às 10:44
link do post | favorito

Sobre a Maternidade do CHMT, em Abrantes

Comunicado do CA do CHMT

Grávidas podem ter acompanhante

 

Chama-se Francisco e foi o primeiro bebé a nascer na Maternidade do Centro Hospitalar do Médio Tejo, depois do regresso dos Serviços de Ginecologia, de Obstetrícia e da Unidade de Cuidados Neonatais(Maternidade) à Unidade Hospitalar de Abrantes. O Francisco, o primeiro filho de Vânia Faria e Rui Abreu, nasceu hoje, dia 25 de julho, às 9h56, com 3, 260Kg.

 

Com as obras de requalificação executadas durante os últimos meses, no piso que acolhe os Serviços  Ginecologia, de Obstetrícia e a Unidade de Cuidados Neonatais (Maternidade), na Unidade Hospitalar de Abrantes, estão reunidas as condições que permitem que os partos decorram com a presença de um acompanhante.

O acompanhante deve respeitar as normas de segurança, ou seja, não ter estado em contacto com pessoas infetadas por SarsCov-2 nos 14 dias anteriores à entrada na maternidade e não ter sintomas de infeção. Reunidas estas condições ser-lhe-á efetuada colheita para teste ao SarsCov-2.

Com resultado negativo ao teste, o acompanhante poderá permanecer no quarto junto da grávida até ao parto. Durante este período as saídas do quarto estão restringidas ao estritamente necessário. Ausentar-se implica a suspensão do direito de permanência. Quando a grávida for transferida para o internamento, depois do nascimento do bebé, o acompanhante terá que se retirar.

 

Recorde-se que desde o dia 23 de julho que os Serviços de Ginecologia, de Obstetrícia e a Unidade de Cuidados Neonatais regressaram à Unidade Hospitalar de Abrantes, ocupando todo o piso 5, e estando estabelecido um circuito próprio e estanque que reforça, ainda mais, as condições de segurança para utentes e profissionais de saúde face a esta nova realidade do Covid-19.

 

Como referido anteriormente as parturientes fazem o acesso à Maternidade pela entrada principal, no piso 3, e vão diretamente ao piso 5, onde fazem a sua inscrição e triagem. O Bloco Cirúrgico para parturientes confirmadamente “não covid19” é, também, no piso 5. Ou seja, no caso de ser necessária a realização de cesariana, esta acontecerá também no piso 5, cujo Bloco Operatório foi, igualmente, alvo de obras de requalificação.

publicado por usmt às 09:01
link do post | favorito
Segunda-feira, 20 de Julho de 2020

ALCANENA: Poluição atmosférica é um problema de saúde pública

0 alcanena cheiros.jpg

 

 

publicado por usmt às 18:19
link do post | favorito

Sobre os salários no SNS

00 salários sns.jpg

 

publicado por usmt às 14:38
link do post | favorito

Carta enviada à ARSLVT sobre os recursos humanos no ACES Médio Tejo

Exmo. Senhor

Presidente do Conselho Directivo

da ARSLVT

Vivemos tempos difíceis em que, para além dos esforços para debelar os efeitos da Pandemia COVID-19, temos de prestar atenção redobrada às questões da saúde pública nas suas diversas vertentes e também ao acompanhamento de proximidade a todos os utentes que acedem aos Cuidados Primários de Saúde. Do seu bom funcionamento depende todo o êxito e eficácia no acabar ou minorar o sofrimento humano, objectivo principal do SNS. Desde sempre que a CUSMT – Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo, tem vindo a alertar para a falta de profissionais nos cuidados primários de saúde no Médio Tejo, e para as dificuldades que isso representa para uma boa e eficaz prestação de cuidados de saúde primários aos Utentes, muito embora se tenham feito progressos quer em termos de instalações, equipamentos, meios de transporte e também em termos de reforço de meios humanos e a sua forma de organização.

Principalmente nos últimos cinco anos verificou-se o aparecimento de novas USF com alargamento de horários e novos profissionais. Também foram constituídas UCC (Unidades de Cuidados à Comunidade), que tão bons resultados têm obtido. Novos meios de transporte e informáticos, o começo e da implantação dos gabinetes de saúde oral, a contratação de alguns técnicos de saúde e o recurso à contratação de médicos não especialistas amenizaram alguns dos problemas de acesso a cuidados de saúde.

Mas a pandemia COVID-19 veio agravar um conjunto de serviços como as Juntas Médicas, as Consultas de Rotina, rastreios, vacinação, actividades de grupo… É preciso programar a retoma de actividade dentro dos condicionalismos existentes. E há que ter em atenção o próximo Outono/Inverno em que poderão coexistir dois Planos de Contingência (Gripe e COVID-19). 

Sabemos que existência de bons e eficazes cuidados primários de saúde, como por exemplo a Assistência ao Domicilio, são muito importantes para o bom desempenho dos cuidados hospitalares. Haverá ganhos em saúde, ganhos humanos e materiais e sairá prestigiado o SNS e os seus trabalhadores.

Temos conhecimento de que estão a decorrer concursos para a admissão de Assistentes Operacionais e Administrativos para o Médio Tejo. Mas também sabemos que as dotações do quadro para enfermeiros estão completas. Ora numa perspectiva de desenvolvimento do apoio domiciliário através das actuais e novas UCC e de atribuir enfermeiro de família a todos os utentes, há que proceder ao alargamento do quadro.

O número de médicos, apesar do sucessivo alargamento das listas de utentes, nunca permitiu que houvesse médico de família para todos os utentes. Falamos da necessidade de mais uma dezena de médicos. Sucede que ainda este ano não houve colocações e alguns têm ido para a reforma e outros estão impossibilitados de desempenhar as suas funções. Mais, há um problema que pode ser uma autêntica “bomba relógio”. Cerca de duas dezenas de médicos estão a atingir a idade e o tempo de serviço para se reformarem. Há pois que ter em atenção estes condicionalismos na atribuição de vagas médicas no próximo concurso nacional, para que não haja necessidade de tomar medidas de emergência.

Certos de que os nossos alertas e considerações serão levados em conta, apresentamos os nossos melhores cumprimentos.

A CUSMT

(Deste documento será dado conhecimento aos Grupos Parlamentares, Ministério da Saúde e Autarcas.)

COVID-19: ARSLVT abre no Oeste sete Áreas Dedicadas à Covid-19 nos ...

publicado por usmt às 14:35
link do post | favorito
Sábado, 18 de Julho de 2020

Sobre farmácias no Concelho de Torres Novas (nas redes sociais)

Nenhuma descrição de foto disponível.

publicado por usmt às 15:39
link do post | favorito

29 Julho, reunião Comissão de Utentes

0 reun cartaz.jpg

 

publicado por usmt às 09:31
link do post | favorito

MATERNIDADE REGRESSA À UNIDA DE HOSPITALAR DE ABRANTES

Os Serviços de Ginecologia, de Obstetrícia e a Unidade de Cuidados Neonatais do CHMT, EPE, regressam à Unidade Hospitalar de Abrantes, a partir das 9h00 do dia 23 de julho de 2020.


A transferência da Maternidade para a Unidade Hospitalar de Abrantes far-se-á durante os dias 20, 21 e 22 de julho. Durante este período será suspensa a atividade do Serviço de Urgência Obstétrica no Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, devendo as utentes dirigirem-se ao Hospital de Santarém ou ao Centro Hospitalar de Leiria ou, ainda, à Unidade Local de Saúde de Castelo Branco. Nos dias 20 e 21 de junho, apesar de já não haver inscrições e/ou admissões de utentes, estará em presença física um Ginecologista-Obstetra, na Unidade Hospitalar de Torres Novas, para eventuais esclarecimentos e atuação exclusivamente emergente.

A Maternidade iniciará a respetiva atividade assistencial na Unidade Hospitalar de Abrantes, no piso 5, a partir das 9h00 do dia 23 de julho, próxima quinta-feira.

Durante o período em que a Maternidade esteve na Unidade Hospitalar de Torres Novas foram executadas obras de requalificação na Unidade Hospitalar de Abrantes que permitem que os Serviços de Ginecologia, de Obstetrícia e a Unidade de Cuidados Neonatais, ao regressar a esta Unidade hospitalar, ocupem a totalidade do 5º piso, ficando desta forma protegidos e, assim, reforçadas, ainda mais, as condições de segurança para utentes e profissionais de saúde e face a esta nova realidade da Covid-19.
As parturientes passam a ter um circuito próprio, estanque e definido.
Entram pela entrada principal, no piso 3, e vão diretamente ao piso 5, onde fazem a sua inscrição e triagem.
O Bloco Cirúrgico para parturientes confirmadamente “não covid19” é, também, no piso 5. Ou seja, no caso de ser necessária a realização de cesariana, esta acontecerá também no piso 5, cujo Bloco Operatório foi, igualmente, alvo de obras de requalificação.

Com estas obras de requalificação, executadas durante os últimos meses, estão reunidas as condições que permitem este regresso da Maternidade à Unidade Hospitalar de Abrantes, em condições reforçadas de segurança para as grávidas e para os profissionais de saúde neste novo contexto de Covid 19.

O regresso dos Serviços de Ginecologia, de Obstetrícia e Unidade de Cuidados Neonatais à Unidade Hospitalar de Abrantes vai libertar o Bloco Operatório da Unidade Hospitalar de Torres Novas, que verá a sua atividade cirúrgica retomada e aumentada em várias especialidades cirúrgicas.
Depois do Serviço de Oftalmologia, instalado na Unidade Hospitalar de Tomar, mas que desdobrou tempo cirúrgico e está já a operar na Unidade de Torres Novas, outras especialidades cirúrgicas utilizarão o Bloco Operatório desta Unidade, para recuperar os tempos médios de espera para cirurgia, fortemente afetados pela contingência da Covid-19.

publicado por usmt às 09:27
link do post | favorito
Sexta-feira, 17 de Julho de 2020

Sobre as vacinas contra a gripe

00 vacina gripe.jpg

 

publicado por usmt às 09:12
link do post | favorito

Pequenos gestos resolvem muitos problemas aos utentes

A imagem pode conter: texto

publicado por usmt às 09:11
link do post | favorito

.USMT:Quer nos Conhecer?

  • O que somos
  • Oque fazemos
  • O que defendemos
  • .Vamos criar a Associação de Defesa dos Utentes da Saúde

  • Saber Mais
  • .Leia, Subscreva e Divulgue a Petição ao Senhor Ministro da Saúde Sobre as Novas Taxas Moderadoras Para Internamentos e Cirurgias

  • Petição Movimento de Utentes da Saúde
  • .USMT Mail:

    usaudemt@hotmail.com

    .Abaixo-Assinado

  • Queremos Médicos na Meia Via, Ribeira e Pedrógão
  • .pesquisar

     

    .Jornais Regionais On-Line

  • O Templário
  • Cidade de Tomar
  • O Mirante
  • O Ribatejo
  • Torrejano
  • Almonda
  • O Riachense
  • Entroncamento On-Line
  • Notícias de Fátima
  • .Organizações & Comições

  • MUSS
  • Movimento Utentes Saúde
  • OMS
  • .Posts Recentes

    . Preparar a reunião com o ...

    . Preparar a reunião de 6 d...

    . AUTARQUICAS 21 - Que prop...

    . 30 junho, Reunião da Comi...

    . Sobre a vacinação para ma...

    . 1ª reunião entre a CUSMT ...

    . MÉDIO TEJO - 17 junho, Re...

    . 23 junho - DIA DA ONU PA...

    . Sobre os Recursos Humanos...

    . Sobre a Reunião do Consel...

    .Arquivos

    . Junho 2021

    . Maio 2021

    . Abril 2021

    . Março 2021

    . Fevereiro 2021

    . Janeiro 2021

    . Dezembro 2020

    . Novembro 2020

    . Outubro 2020

    . Setembro 2020

    . Agosto 2020

    . Julho 2020

    . Junho 2020

    . Maio 2020

    . Abril 2020

    . Março 2020

    . Fevereiro 2020

    . Janeiro 2020

    . Dezembro 2019

    . Novembro 2019

    . Outubro 2019

    . Setembro 2019

    . Agosto 2019

    . Julho 2019

    . Junho 2019

    . Maio 2019

    . Abril 2019

    . Março 2019

    . Fevereiro 2019

    . Janeiro 2019

    . Dezembro 2018

    . Novembro 2018

    . Outubro 2018

    . Setembro 2018

    . Agosto 2018

    . Julho 2018

    . Junho 2018

    . Maio 2018

    . Abril 2018

    . Março 2018

    . Fevereiro 2018

    . Janeiro 2018

    . Dezembro 2017

    . Novembro 2017

    . Outubro 2017

    . Setembro 2017

    . Agosto 2017

    . Julho 2017

    . Junho 2017

    . Maio 2017

    . Abril 2017

    . Março 2017

    . Fevereiro 2017

    . Janeiro 2017

    . Dezembro 2016

    . Novembro 2016

    . Outubro 2016

    . Setembro 2016

    . Agosto 2016

    . Julho 2016

    . Junho 2016

    . Maio 2016

    . Abril 2016

    . Março 2016

    . Fevereiro 2016

    . Janeiro 2016

    . Dezembro 2015

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    . Junho 2015

    . Maio 2015

    . Abril 2015

    . Março 2015

    . Fevereiro 2015

    . Janeiro 2015

    . Dezembro 2014

    . Novembro 2014

    . Outubro 2014

    . Setembro 2014

    . Agosto 2014

    . Julho 2014

    . Junho 2014

    . Maio 2014

    . Abril 2014

    . Março 2014

    . Fevereiro 2014

    . Janeiro 2014

    . Dezembro 2013

    . Novembro 2013

    . Outubro 2013

    . Setembro 2013

    . Agosto 2013

    . Julho 2013

    . Junho 2013

    . Maio 2013

    . Abril 2013

    . Março 2013

    . Fevereiro 2013

    . Janeiro 2013

    . Dezembro 2012

    . Novembro 2012

    . Outubro 2012

    . Setembro 2012

    . Agosto 2012

    . Julho 2012

    . Junho 2012

    . Maio 2012

    . Abril 2012

    . Março 2012

    . Fevereiro 2012

    . Janeiro 2012

    . Dezembro 2011

    . Novembro 2011

    . Outubro 2011

    . Setembro 2011

    . Agosto 2011

    . Julho 2011

    . Junho 2011

    . Maio 2011

    . Abril 2011

    . Março 2011

    . Fevereiro 2011

    . Janeiro 2011

    . Dezembro 2010

    . Novembro 2010

    . Outubro 2010

    . Setembro 2010

    . Agosto 2010

    . Julho 2010

    . Junho 2010

    . Maio 2010

    . Abril 2010

    . Março 2010

    . Fevereiro 2010

    . Janeiro 2010

    . Dezembro 2009

    . Novembro 2009

    . Outubro 2009

    . Setembro 2009

    . Agosto 2009

    . Julho 2009

    . Junho 2009

    . Abril 2009

    . Fevereiro 2009

    . Janeiro 2009

    . Dezembro 2008

    . Novembro 2008

    . Outubro 2008

    . Setembro 2008

    . Agosto 2008

    . Julho 2008

    . Junho 2008

    . Maio 2008

    . Abril 2008

    . Março 2008

    . Fevereiro 2008

    . Janeiro 2008

    . Dezembro 2007

    . Outubro 2007

    . Setembro 2007

    . Agosto 2007

    . Julho 2007

    . Maio 2007

    . Abril 2007

    . Março 2007

    . Fevereiro 2007

    . Janeiro 2007

    . Dezembro 2006

    . Novembro 2006

    . Outubro 2006

    blogs SAPO

    .subscrever feeds