Domingo, 31 de Janeiro de 2021

Não nos cansamos de prestar a nossa homenagem e gratidão

camisola sns.jpg

 

publicado por usmt às 09:00
link do post | favorito
Quarta-feira, 27 de Janeiro de 2021

CUSMT: reuniões com deputados da AR do Distrito de Santarém

21 deputados AR.jpg

 

publicado por usmt às 08:22
link do post | favorito

RESERVAS DE SANGUE NO CHMT COM STOCK EQUILIBRADO

RESERVAS DE SANGUE NO CHMT COM STOCK EQUILIBRADO

 

O Serviço de Sangue do Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, tem mantido uma gestão equilibrada dos stocks de sangue, mesmo em tempos de pandemia.

Com mais de 6300 dádivas no ano de 2020, Leonor Gonçalves, diretora do Serviço de Sangue, regista com agrado “o aumento de mais de 600 novos dadores, muitos deles dadores jovens, mobilizados no último ano”.

A gestão do stock de componentes sanguíneos é difícil e têm de ser bastante rigorosa para manter o equilíbrio entre as dádivas e as necessidades em transfusões dos doentes da Instituição, tendo em conta os prazos de validade dos componentes sanguíneos. No caso das plaquetas a validade é de 5 dias e o sangue (concentrados de eritrócitos) tem validade de 42 dias. Estas condicionantes obrigam a uma gestão diária das dádivas e dos componentes sanguíneos produzidos, para responder eficazmente às necessidades da população.

O Serviço sempre foi autossuficiente em sangue e desde o início da pandemia, foi possível continuar a dar resposta às necessidades das três Unidades Hospitalares do CHMT e ainda enviar excedentes para outros hospitais, quer da Região de Lisboa, quer de outras áreas geográficas. “Enviamos sangue quando solicitado por outros hospitais, com mais regularidade para o Hospital de Santarém, IPO de Lisboa, Hospital de Santa Maria, Portalegre e até para Elvas. Felizmente temos conseguido dar resposta”, afirma Leonor Gonçalves.
O Serviço de Sangue do Centro Hospitalar do Médio Tejo garante assim o seu próprio fornecimento, como cada vez mais o fornecimento de sangue a todo o Distrito, através das frequentes entregas ao Hospital de Santarém.

A dinâmica do Serviço de Sangue do CHMT assenta muito no apoio dos dadores regulares do Serviço, mas também no apoio da Associação de Dadores de Sangue de Tomar, de instituições de ensino, de entidades sociais e empresariais da Região. No ano de 2020 cerca de 4.000 dadores deram 6300 dádivas.
Leonor Gonçalves destaca com satisfação “a mobilização da Comunidade, desde a Escola Prática de Polícia de Torres Novas, PSP, GNR, Associações de Bombeiros, mas também muitas empresas que têm manifestado disponibilidade para apoiarem o Serviço na dádiva de sangue”.

Recorde-se que, logo no início da Pandemia, a Escola Prática de Polícia de Torres Novas assegurou, durante cerca de uma semana, as necessidades de sangue do CHMT, com a dádiva por parte de alunos e profissionais da Escola, dando prova dos valores que caraterizam a missão da Polícia de Segurança Pública.

A existência destas dádivas têm garantido uma reserva ativa de sangue que ultrapassa as necessidades de toda a Região do Médio Tejo e ainda permite colaborar com outras entidades hospitalares, através de entregas regulares de sangue por parte do CHMT.

publicado por usmt às 08:18
link do post | favorito
Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2021

Hoje, no DOMINGO e nos tempos futuros...

original.jpeg

 

publicado por usmt às 20:33
link do post | favorito
Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2021

Vivem-se tempos difíceis. Cuidem-se!

21 evitar contagio.jpg

 

publicado por usmt às 13:18
link do post | favorito

Um equipamento TAC para o Hospital de Torres Novas!

21 tac aa inf 1.jpg

publicado por usmt às 08:34
link do post | favorito
Sexta-feira, 15 de Janeiro de 2021

Cuidem-se!

21 tempos de excepção.jpg

 

publicado por usmt às 12:59
link do post | favorito
Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2021

COVID-19: medidas de contingência a partir de 15 Janeiro

Controlar a Pandemia Proteger as Pessoas

Renovação Estado Emergência – 15 janeiro

Dando seguimento à renovação do Estado de Emergência decretado pelo Presidente da República, que estará em vigor entre as 00h00 do dia 15 de janeiro e as 23h59 do dia 30 de janeiro, o Conselho de Ministros aprovou o decreto que regulamenta as medidas a adotar para todo o território nacional continental.

Tendo em conta a evolução da situação epidemiológica no país, o Governo determinou um conjunto de medidas extraordinárias que têm como objetivo limitar a propagação da pandemia e proteger a saúde pública, assegurando as cadeias de abastecimento de bens e serviços essenciais. Assim:

  • estabelece-se o dever geral de recolhimento domiciliário, exceto para um conjunto de deslocações autorizadas, nomeadamente: aquisição de bens e serviços essenciais, desempenho de atividades profissionais quando não haja lugar a teletrabalho, participação no âmbito da campanha eleitoral ou da eleição do Presidente da República, a frequência de estabelecimentos escolares, o cumprimento de partilha de responsabilidades parentais, entre outros;
  • prevê-se o confinamento obrigatório para pessoas com COVID-19 ou em vigilância ativa;
  • determina-se a obrigatoriedade de adoção do regime de teletrabalho, sempre que as funções em causa o permitam, sem necessidade de acordo das partes, não sendo obrigatório o teletrabalho para os trabalhadores de serviços essenciais;
  • aplica-se o regime excecional e temporário de exercício de direito de voto antecipado para os eleitores que estejam em confinamento obrigatório, nomeadamente os cidadãos residentes em estruturas residenciais para idosos e em outras respostas dedicadas a pessoas idosas;
  • determina-se o encerramento de um alargado conjunto de instalações e estabelecimentos, incluindo atividades culturais e de lazer, atividades desportivas e termas;
  • ficam suspensas as atividades de comércio a retalho e de prestação de serviços em estabelecimentos abertos ao público, com exceção dos estabelecimentos autorizados;
  • prevê-se que os estabelecimentos de restauração e similares funcionem exclusivamente para entrega ao domicílio ou take-away;
  • estabelece-se que os serviços públicos prestam o atendimento presencial por marcação, sendo mantida e reforçada a prestação dos serviços através dos meios digitais e dos centros de contacto;
  • permite-se o funcionamento de feiras e mercados, apenas para venda de produtos alimentares;
  • proíbe-se a realização de celebrações e de outros eventos, à exceção de cerimónias religiosas;
  • permite-se a realização de eventos no âmbito da campanha eleitoral e da eleição do Presidente da República.

Além destas medidas, Conselho de Ministros decidiu rever o regime contraordenacional no âmbito da situação de calamidade, contingência e alerta e agrava a contraordenação

  • O incumprimento do teletrabalho passa a ser considerada uma contraordenação muito grave;
  • A não-sujeição a teste à Covid-19 à chegada ao aeroporto passa a ser uma contraordenação punível com uma coima de 300€ a 800 €;
  • As coimas são elevadas para o dobro durante o Estado de Emergência.
publicado por usmt às 09:51
link do post | favorito
Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2021

20 jan2021: Reunião da Comissão de Utentes (se as regras de novo confinamento o permitirem)

21 cartaz reunião.jpg

 

publicado por usmt às 13:00
link do post | favorito

CHMT: Nova fase do Plano de Contingência no âmbito da Pandemia Covid-19

"NOVA FASE DO PLANO DE CONTINGÊNCIA NO ÂMBITO DA PANDEMIA COVID-19

 

Na sequência da evolução da Pandemia, o Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, afetou mais uma enfermaria de 26 camas à respetiva capacidade de internamento para doentes Covid-19, totalizando 130 camas, neste momento.


Aumentou, ainda, mais 5 camas de cuidados intensivos, totalizando agora 16 camas em Medicina Intensiva para doentes Covid-19.

Esta extensão de atividade encontra-se contemplada no Plano de Contingência do CHMT para fazer face à pandemia e na sequência da decisão da Tutela, quando atribuiu uma afetação de 197 camas a este Centro Hospitalar para tratamento de doentes covid em enfermaria.

Na sequência desta orientação da Tutela tornou-se inevitável a transferência do Serviço de Ortopedia para a Unidade Hospitalar de Tomar, a exemplo do que aconteceu na primeira fase da Pandemia, o que ocorreu este fim-de-semana.

Também, em consequência do aumento de 11 para 16 da capacidade de camas para a Medicina Intensiva, foi necessário transferir profissionais dos blocos operatórios para o Serviço de Medicina Intensiva, o que levou à suspensão da atividade cirúrgica, com exceção das cirurgias inadiáveis, urgentes e emergentes,

Nos próximos dias, estabilizadas estas alterações, o CHMT procurará avaliar as condições para manter alguma atividade cirúrgica corrente e considerando as características deste Centro Hospitalar que tem na Unidade Hospitalar de Tomar e na Unidade Hospitalar de Torres Novas, infraestruturas cirúrgicas que se procurará rentabilizar apesar do atual quadro pandémico.

O facto do CHMT ter já 130 camas de Enfermaria e 16 em Medicina Intensiva expressa bem o ponto crítico que atualmente se vive na presente pandemia, pelo que se volta a apelar à responsabilidade cívica de todos os cidadãos para que se evite a transmissão do contágio por SARS Cov-2."

publicado por usmt às 12:58
link do post | favorito

.USMT:Quer nos Conhecer?

  • O que somos
  • Oque fazemos
  • O que defendemos
  • .Vamos criar a Associação de Defesa dos Utentes da Saúde

  • Saber Mais
  • .Leia, Subscreva e Divulgue a Petição ao Senhor Ministro da Saúde Sobre as Novas Taxas Moderadoras Para Internamentos e Cirurgias

  • Petição Movimento de Utentes da Saúde
  • .USMT Mail:

    usaudemt@hotmail.com

    .Abaixo-Assinado

  • Queremos Médicos na Meia Via, Ribeira e Pedrógão
  • .pesquisar

     

    .Jornais Regionais On-Line

  • O Templário
  • Cidade de Tomar
  • O Mirante
  • O Ribatejo
  • Torrejano
  • Almonda
  • O Riachense
  • Entroncamento On-Line
  • Notícias de Fátima
  • .Organizações & Comições

  • MUSS
  • Movimento Utentes Saúde
  • OMS
  • .Posts Recentes

    . T NOVAS, 15 maio - Recolh...

    . A intervenção das populaç...

    . 22 maio - DIA MUNDIAL CON...

    . 19 maio - REUNIÃO DA COMI...

    . 17 maio - DIA MUNDIAL HIP...

    . 8 MAIO - DIA MUNDIAL CANC...

    . 19 maio - DIA MUNDIAL DO ...

    . 12 maio - DIA INTERNACION...

    . Festejar o 1º. Maio

    . Nota de Imprensa, 26 abri...

    .Arquivos

    . Maio 2021

    . Abril 2021

    . Março 2021

    . Fevereiro 2021

    . Janeiro 2021

    . Dezembro 2020

    . Novembro 2020

    . Outubro 2020

    . Setembro 2020

    . Agosto 2020

    . Julho 2020

    . Junho 2020

    . Maio 2020

    . Abril 2020

    . Março 2020

    . Fevereiro 2020

    . Janeiro 2020

    . Dezembro 2019

    . Novembro 2019

    . Outubro 2019

    . Setembro 2019

    . Agosto 2019

    . Julho 2019

    . Junho 2019

    . Maio 2019

    . Abril 2019

    . Março 2019

    . Fevereiro 2019

    . Janeiro 2019

    . Dezembro 2018

    . Novembro 2018

    . Outubro 2018

    . Setembro 2018

    . Agosto 2018

    . Julho 2018

    . Junho 2018

    . Maio 2018

    . Abril 2018

    . Março 2018

    . Fevereiro 2018

    . Janeiro 2018

    . Dezembro 2017

    . Novembro 2017

    . Outubro 2017

    . Setembro 2017

    . Agosto 2017

    . Julho 2017

    . Junho 2017

    . Maio 2017

    . Abril 2017

    . Março 2017

    . Fevereiro 2017

    . Janeiro 2017

    . Dezembro 2016

    . Novembro 2016

    . Outubro 2016

    . Setembro 2016

    . Agosto 2016

    . Julho 2016

    . Junho 2016

    . Maio 2016

    . Abril 2016

    . Março 2016

    . Fevereiro 2016

    . Janeiro 2016

    . Dezembro 2015

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    . Junho 2015

    . Maio 2015

    . Abril 2015

    . Março 2015

    . Fevereiro 2015

    . Janeiro 2015

    . Dezembro 2014

    . Novembro 2014

    . Outubro 2014

    . Setembro 2014

    . Agosto 2014

    . Julho 2014

    . Junho 2014

    . Maio 2014

    . Abril 2014

    . Março 2014

    . Fevereiro 2014

    . Janeiro 2014

    . Dezembro 2013

    . Novembro 2013

    . Outubro 2013

    . Setembro 2013

    . Agosto 2013

    . Julho 2013

    . Junho 2013

    . Maio 2013

    . Abril 2013

    . Março 2013

    . Fevereiro 2013

    . Janeiro 2013

    . Dezembro 2012

    . Novembro 2012

    . Outubro 2012

    . Setembro 2012

    . Agosto 2012

    . Julho 2012

    . Junho 2012

    . Maio 2012

    . Abril 2012

    . Março 2012

    . Fevereiro 2012

    . Janeiro 2012

    . Dezembro 2011

    . Novembro 2011

    . Outubro 2011

    . Setembro 2011

    . Agosto 2011

    . Julho 2011

    . Junho 2011

    . Maio 2011

    . Abril 2011

    . Março 2011

    . Fevereiro 2011

    . Janeiro 2011

    . Dezembro 2010

    . Novembro 2010

    . Outubro 2010

    . Setembro 2010

    . Agosto 2010

    . Julho 2010

    . Junho 2010

    . Maio 2010

    . Abril 2010

    . Março 2010

    . Fevereiro 2010

    . Janeiro 2010

    . Dezembro 2009

    . Novembro 2009

    . Outubro 2009

    . Setembro 2009

    . Agosto 2009

    . Julho 2009

    . Junho 2009

    . Abril 2009

    . Fevereiro 2009

    . Janeiro 2009

    . Dezembro 2008

    . Novembro 2008

    . Outubro 2008

    . Setembro 2008

    . Agosto 2008

    . Julho 2008

    . Junho 2008

    . Maio 2008

    . Abril 2008

    . Março 2008

    . Fevereiro 2008

    . Janeiro 2008

    . Dezembro 2007

    . Outubro 2007

    . Setembro 2007

    . Agosto 2007

    . Julho 2007

    . Maio 2007

    . Abril 2007

    . Março 2007

    . Fevereiro 2007

    . Janeiro 2007

    . Dezembro 2006

    . Novembro 2006

    . Outubro 2006

    blogs SAPO

    .subscrever feeds