Sexta-feira, 12 de Agosto de 2022

FAST FOOD... vai promover, a longo prazo, o aparecimento de problemas sérios na saúde de quem a consome. …

22 fast food.jpg

publicado por usmt às 19:18
link do post | favorito

Afogamento de crianças (Relatório da APSI)

22 afogamento.jpg 

https://apsi.org.pt/images/PDF/2022/Relatorio_de_Afogamentos-2002-2021-VF.pdf?fbclid=IwAR1HIVIqtPvNDXiCleUDJ6Rps1vq9Cdo4s0ujJireZoXVtHQuABr0hVbnd4

publicado por usmt às 13:46
link do post | favorito

17 agosto, Reunião Comissão Utentes Abrantes

22 ab reun cartaz.jpg

publicado por usmt às 13:41
link do post | favorito

SAÚDE: ... afinal nos privados (15)

hospital luz setubal.jpg

publicado por usmt às 13:38
link do post | favorito

Conferência Imprensa de 11 agosto, Abrantes (documento)

22 conf 11ago 3.webp 

Documento CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

A DEFESA DE CUIDADOS DE SAÚDE de proximidade e qualidade

VALORIZAR O SERVIÇO NACIONAL SAÚDE!

 

Continuamos a afirmar que o Serviço Nacional de Saúde, SNS, é o mais importante serviço público na perspectiva social e humana, e cujo objectivo central é debelar ou diminuir o sofrimento humano. Na região do Médio Tejo não há qualquer alternativa aos cuidados de saúde prestados pelo SNS, de forma universal e permanente.

Mas o SNS tem problemas, e outros aparecerão, que é preciso resolver para que, no limite, todos os cidadãos que recorram ao SNS o possam fazer em tempo útil e com eficácia. Por menores que sejam os incidentes que afectem quem recorre ao SNS, não os deixam satisfeitos. Dentro das nossas possibilidades e meios tentamos tudo para que as situações negativas sejam corrigidas e as boas práticas sejam multiplicadas.

Não temos uma visão miserabilista sobre o SNS, pois testemunhamos avanços em muitas áreas com novos equipamentos, novos serviços, mais profissionais (infelizmente poucos face às necessidades e imprescindíveis para substituir os que se reformam ou saem da região).

OS CUIDADOS SAÚDE PRIMÁRIOS

Não confundimos Cuidados de Saúde Primários com cuidados médicos. Por isso dizemos que faltam recursos humanos (não só médicos) e meios para reforçar as acções de saúde preventivas e de cuidados de proximidade… Daí a defesa de mais Unidades de Cuidados à Comunidade, de iniciativas indutoras a práticas de vida saudáveis, ; melhorar organização (p.e. acabar com as diferenciações funcionais e remuneratórias entre UCSP, USF A,B) e acesso aos serviços.

Apesar da existência de mais de 100 médicos de família no ACES (mais alguns em prestação de serviço e reformados que voltaram, indispensáveis para algumas comunidades terem cuidados médicos), a verdade é que faltam mais de 30 médicos. Para o último concurso nacional foi pedida a abertura de 22 vagas, foram atribuídas 12 e só foram preenchidas 6… Urge tomar medidas excepcionais para garantir cuidados médicos de proximidade e pensar/envolver todas as entidades na preparação de uma solução duradoura que respeite as populações e as legitimas aspirações dos profissionais.

SERVIÇO DE OBSTETRICIA/MATERNIDADE

Sabendo da importância humana, social e na promoção da coesão territorial do funcionamento da Maternidade no Médio Tejo/Abrantes sempre as estruturas de utentes se preocuparam com a sua valorização. Lembramos que em 2015 foram recolhidas assinaturas de “Quase 7000 cidadãos do Concelho de Abrantes defendem a MATERNIDADE no Hospital de Abrantes”…

Hoje quando a maternidade tem intermitências no seu funcionamento e há quem volte a encarar a possibilidade do encerramento de algumas, voltamos a declarar a necessidade da valorização da Maternidade, assegurando o seu funcionamento 24 horas dia/7 dias semana.

OBRAS NA URGÊNCIA DO HOSPITAL DE ABRANTES

Em 11 abril de 2018 anunciava-se (e houve antes e depois muitos “anúncios” e “apresentações”) “Até 2019, o CHMT tem ainda investimentos programados de cerca de 6,5 ME, um valor que decorre da obra de ampliação da Urgência Médico-cirúrgica, na Unidade de Abrantes (1,5 ME)…”

Compreendemos as implicações da pandemia COVID-19 para os serviços hospitalares do CHMT (especialmente para a Unidade de Abrantes) e tal como diz o Presidente do CA "A urgência é o coração do CHMT senão, era um centro clínico". Assim, o que se exige é, que publicamente, seja tornado público o calendário da concretização das obras na urgência do hospital para um melhor serviço às populações e  melhores condições para os profissionais. Para a valorização do SNS.

PRÓXIMAS INICIATIVAS das estruturas de utentes

As estruturas dos utentes da saúde vão, nos próximos dias/semanas, desenvolver as seguintes iniciativas:

Informar, organizar e mobilizar as populações para a defesa de cuidados de saúde de proximidade e qualidade, como são exemplo a intervenção, quase diária, das Comissões de Utentes no espaço público e junto das instituições e os Abaixo assinados do Concelho de Abrantes (mais investimento nos Cuidados Primários/Centros de Saúde; valorização da Maternidade; obras na urgência do hospital) e da Freguesia de Assentis/Torres Novas (Funcionamento regular das Ext Saúde de ASSENTIS e C.IGREJA, com mais profissionais (principalmente médicos) e que se criem as condições para a reabertura da de FUNGALVAZ).

Reunir com o ACES MÉDIO TEJO no próximo dia 16, para debater a prestação de cuidados de saúde nos Centros de Saúde da Região e entregar um Abaixo-assinado com 1090 assinaturas da população do Concelho de Vila Nova da Barquinha, reivindicando a abertura das 3 Extensões de Saúde que se encontram encerradas desde os constrangimentos da pandemia COVID-19. Em Setembro, provavelmente no dia 13, serão retomadas as reuniões regulares com o CA do CHMT.

Continuar com os contactos com os autarcas, incluindo a CIMT (Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo) no sentido de os sensibilizar a uma acção mais incisiva e coordenada na defesa de cuidados de saúde de proximidade e qualidade.

Enviar um documento à Assembleia da República para que em sede do Orçamento Estado 2023, sejam adoptadas medidas de discriminação positiva nas dotações de mais recursos financeiros, na agilização dos processos administrativos para a contratação de trabalhadores e organização e articulação entre todas as áreas do Serviço Nacional de Saúde, pois não basta dotar os Orçamentos de recursos financeiros, sendo também indispensável agilizar os projetos, cuidar da sua implementação no ano da sua dotação, fazendo uma gestão eficiente e eficaz em cada unidade de saúde.

                                                                       A Comissão de Utentes da Saúde do Médio Tejo

                                                           A Comissão de Utentes dos Serviços Públicos de Abrantes

 

11.08.2022, fte Hospital Abrantes



 

publicado por usmt às 07:43
link do post | favorito
Quarta-feira, 10 de Agosto de 2022

SAÚDE: ... afinal nos privados (14)

https://expresso.pt/economia/2022-08-09-ADSE-versus-hospitais-privados-retrato-de-uma-atuacao-concertada-pela-lente-da-Concorrencia-5267d93d?fbclid=IwAR2QneOaYuLnu4pigjZ7FYkV_895rX3HYaY-4ZLXHqi86KwQQYQda11ogbA

ECONOMIA

ADSE versus hospitais privados: retrato de uma “atuação concertada” pela lente da Concorrência

ADSE versus hospitais privados: retrato de uma “atuação concertada” pela lente da Concorrência
Autoridade da Concorrência condenou os cinco maiores prestadores de saúde privados, e respetiva associação, por agirem em concertação nas negociações com a ADSE para as novas tabelas de preços e nas regularizações das faturas de 2015 e 2016. Empresas estão a recorrer
A21 de dezembro de 2018, um colaborador da Lusíadas Saúde, pede ajuda a um colega sobre os preços de venda ao público dos “nossos vizinhos” para determinados atos, sublinhando “a dificuldade em obter estes dados de outra forma que não por contacto direto”.
publicado por usmt às 19:44
link do post | favorito
Terça-feira, 9 de Agosto de 2022

NADA JUSTIFICA AGREDIR OU AMEAÇAR UM TRABALHADOR DA SAÚDE OU QUALQUER OUTRO CIDADÃO

22 violencia trab saúde.jpg

publicado por usmt às 11:17
link do post | favorito
Sábado, 6 de Agosto de 2022

Pela nossa saúde!

sns coração saudável.jpg

publicado por usmt às 15:34
link do post | favorito

Sobre a actividade do CHMT, jan - julho 2022

CH Médio Tejo está a recrutar Assistentes Sociais

Percentagem de internados Covid em cuidados intensivos cai acentuadamente no Médio Tejo

Nos sete primeiros meses deste ano foram internados 1.100 doentes nas enfermarias Covid-19 e, desses, apenas 73 passaram pelos cuidados intensivos. Acumulado de internamentos em 2022 é mais expressivo, mas, na maior parte dos casos, as novas variantes do vírus provocaram doença mais ligeira.

Quase 7% dos doentes internados este ano com Covid-19 no Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) passaram pelos cuidados intensivos, número muito abaixo do registado nos dois anos anteriores, de cerca de 25%, anunciou essa entidade. Em resposta a um pedido da Lusa sobre a actividade assistencial, o CHMT indica que nos sete primeiros meses do ano foram internados nas enfermarias Covid-19 1.100 doentes e, destes, 73 (6.9%) passaram pelos cuidados intensivos, quando nos primeiros dois anos de pandemia, em 2020 e 2021, aquela percentagem foi de cerca de 25%.

“As novas variantes do vírus provocaram, inquestionavelmente, doença mais ligeira. No entanto, é muito expressivo o acumulado total de casos. A título de comparação, estes 1.100 internamentos por doença provocada pela Covid-19 confrontam-se com 1.733 internamentos Covid nos primeiros dois anos de pandemia”, lê-se na resposta.

O CHMT é constituído pelas unidades hospitalares de Abrantes, Tomar e Torres Novas, no distrito de Santarém. Nos primeiros sete meses do ano, foram registadas 246 mortes de doentes infectados com Covid-19, com 105 óbitos entre os 80 e os 89 anos.

Quanto a picos assistenciais no âmbito da pandemia, foram registados três desde 1 de Janeiro: um entre 7 e 21 de Fevereiro, com uma média de doentes internados de 50; outro na última semana de Maio e nas duas primeiras de Junho (com um máximo de 55 doentes internados) e no início de Julho, com 46 pacientes. Mais de 100 doentes são seguidos na consulta de acompanhamento da síndroma da “covid longa”.

Actividade assistencial não Covid aumentou 40%

Relativamente à actividade assistencial não Covid, foram registados mais 40% de episódios de urgência do que em período homólogo do ano anterior, para um total de 87.085 atendimentos. Quanto a consultas, foram 103.588, mais 6.106 do que em 2021, e houve um aumento de quase 30% de cirurgias programadas (tendo sido realizadas um total de 5.291 atos cirúrgicos nos sete meses do ano).

No hospital de dia foram realizadas 18.509 sessões, mais 2.305 do que nos primeiros sete meses de 2021, e as visitas domiciliárias cresceram 19%, para um total de 957. Os partos estão a níveis de 2021, com menos três do que no período homólogo.

Na resposta à Lusa, a unidade hospitalar destaca o crescimento de 78% dos exames de anatomia patológica realizados, um aumento de 47% dos exames de pneumologia e crescimentos acima dos 10% em todos os meios de diagnóstico, como exames de cardiologia, imagiologia, análises clínicas, sessões de medicina física e reabilitação, entre outros.

publicado por usmt às 12:20
link do post | favorito

17 agosto, reunião da Comissão de Utentes

22 reun cartaz.jpg

publicado por usmt às 12:19
link do post | favorito

.USMT:Quer nos Conhecer?

  • O que somos
  • Oque fazemos
  • O que defendemos
  • .Vamos criar a Associação de Defesa dos Utentes da Saúde

  • Saber Mais
  • .Leia, Subscreva e Divulgue a Petição ao Senhor Ministro da Saúde Sobre as Novas Taxas Moderadoras Para Internamentos e Cirurgias

  • Petição Movimento de Utentes da Saúde
  • .USMT Mail:

    usaudemt@gmail.com

    .Abaixo-Assinado

  • Queremos Médicos na Meia Via, Ribeira e Pedrógão
  • .pesquisar

     

    .Jornais Regionais On-Line

  • O Templário
  • Cidade de Tomar
  • O Mirante
  • O Ribatejo
  • Torrejano
  • Almonda
  • O Riachense
  • Entroncamento On-Line
  • Notícias de Fátima
  • .Organizações & Comissões

    MUSS Movimento Utentes Saúde OMS

    .Posts Recentes

    . Acidentes domésticos: Um ...

    . 1 dezembro - Dia Mundial ...

    . E quando chegam os 17 nov...

    . Sobre o atraso da vacinaç...

    . 2 dezembro - Unidade Hosp...

    . Sobre os atrasos na vacin...

    . Ocupadas 1.836 das 2.242 ...

    . Sobre as "baixas de 3 dia...

    . Comentário do Bastonário ...

    . Hoje apelamos ao combate ...

    .Arquivos

    . Novembro 2023

    . Outubro 2023

    . Setembro 2023

    . Agosto 2023

    . Julho 2023

    . Junho 2023

    . Maio 2023

    . Abril 2023

    . Março 2023

    . Fevereiro 2023

    . Janeiro 2023

    . Dezembro 2022

    . Novembro 2022

    . Outubro 2022

    . Setembro 2022

    . Agosto 2022

    . Julho 2022

    . Junho 2022

    . Maio 2022

    . Abril 2022

    . Março 2022

    . Fevereiro 2022

    . Janeiro 2022

    . Dezembro 2021

    . Novembro 2021

    . Outubro 2021

    . Setembro 2021

    . Agosto 2021

    . Julho 2021

    . Junho 2021

    . Maio 2021

    . Abril 2021

    . Março 2021

    . Fevereiro 2021

    . Janeiro 2021

    . Dezembro 2020

    . Novembro 2020

    . Outubro 2020

    . Setembro 2020

    . Agosto 2020

    . Julho 2020

    . Junho 2020

    . Maio 2020

    . Abril 2020

    . Março 2020

    . Fevereiro 2020

    . Janeiro 2020

    . Dezembro 2019

    . Novembro 2019

    . Outubro 2019

    . Setembro 2019

    . Agosto 2019

    . Julho 2019

    . Junho 2019

    . Maio 2019

    . Abril 2019

    . Março 2019

    . Fevereiro 2019

    . Janeiro 2019

    . Dezembro 2018

    . Novembro 2018

    . Outubro 2018

    . Setembro 2018

    . Agosto 2018

    . Julho 2018

    . Junho 2018

    . Maio 2018

    . Abril 2018

    . Março 2018

    . Fevereiro 2018

    . Janeiro 2018

    . Dezembro 2017

    . Novembro 2017

    . Outubro 2017

    . Setembro 2017

    . Agosto 2017

    . Julho 2017

    . Junho 2017

    . Maio 2017

    . Abril 2017

    . Março 2017

    . Fevereiro 2017

    . Janeiro 2017

    . Dezembro 2016

    . Novembro 2016

    . Outubro 2016

    . Setembro 2016

    . Agosto 2016

    . Julho 2016

    . Junho 2016

    . Maio 2016

    . Abril 2016

    . Março 2016

    . Fevereiro 2016

    . Janeiro 2016

    . Dezembro 2015

    . Novembro 2015

    . Outubro 2015

    . Setembro 2015

    . Agosto 2015

    . Julho 2015

    . Junho 2015

    . Maio 2015

    . Abril 2015

    . Março 2015

    . Fevereiro 2015

    . Janeiro 2015

    . Dezembro 2014

    . Novembro 2014

    . Outubro 2014

    . Setembro 2014

    . Agosto 2014

    . Julho 2014

    . Junho 2014

    . Maio 2014

    . Abril 2014

    . Março 2014

    . Fevereiro 2014

    . Janeiro 2014

    . Dezembro 2013

    . Novembro 2013

    . Outubro 2013

    . Setembro 2013

    . Agosto 2013

    . Julho 2013

    . Junho 2013

    . Maio 2013

    . Abril 2013

    . Março 2013

    . Fevereiro 2013

    . Janeiro 2013

    . Dezembro 2012

    . Novembro 2012

    . Outubro 2012

    . Setembro 2012

    . Agosto 2012

    . Julho 2012

    . Junho 2012

    . Maio 2012

    . Abril 2012

    . Março 2012

    . Fevereiro 2012

    . Janeiro 2012

    . Dezembro 2011

    . Novembro 2011

    . Outubro 2011

    . Setembro 2011

    . Agosto 2011

    . Julho 2011

    . Junho 2011

    . Maio 2011

    . Abril 2011

    . Março 2011

    . Fevereiro 2011

    . Janeiro 2011

    . Dezembro 2010

    . Novembro 2010

    . Outubro 2010

    . Setembro 2010

    . Agosto 2010

    . Julho 2010

    . Junho 2010

    . Maio 2010

    . Abril 2010

    . Março 2010

    . Fevereiro 2010

    . Janeiro 2010

    . Dezembro 2009

    . Novembro 2009

    . Outubro 2009

    . Setembro 2009

    . Agosto 2009

    . Julho 2009

    . Junho 2009

    . Abril 2009

    . Fevereiro 2009

    . Janeiro 2009

    . Dezembro 2008

    . Novembro 2008

    . Outubro 2008

    . Setembro 2008

    . Agosto 2008

    . Julho 2008

    . Junho 2008

    . Maio 2008

    . Abril 2008

    . Março 2008

    . Fevereiro 2008

    . Janeiro 2008

    . Dezembro 2007

    . Outubro 2007

    . Setembro 2007

    . Agosto 2007

    . Julho 2007

    . Maio 2007

    . Abril 2007

    . Março 2007

    . Fevereiro 2007

    . Janeiro 2007

    . Dezembro 2006

    . Novembro 2006

    . Outubro 2006

    blogs SAPO

    .subscrever feeds